Protocolo de retomada do audiovisual é aprovado

As presidentes da APRO (Associação Brasileira da Produção de Obras Audiovisuais), do SIAESP (Sindicato da Indústria Audiovisual do Estado de São Paulo) e do SINDCINE (Sindicato dos Trabalhadores na Indústria Cinematográfica e do Audiovisual dos Estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins e Distrito Federal), Marianna Souza, Simoni de Mendonça e Sonia Santana, respectivamente, se uniram ao prefeito de São Paulo, Bruno Covas, nessa quarta-feira (8), para a assinatura oficial do Protocolo de Segurança e Saúde no Trabalho Audiovisual pela Prefeitura de São Paulo.

O protocolo, que contou com a colaboração das mais relevantes entidades do setor, foi aprovado um mês depois da coletiva de imprensa realizada pelos órgãos. Vale destacar que o documento foi elaborado com procedimentos detalhados para garantir a segurança nos sets de filmagem e tomou como base experiências de países como Estados Unidos, México, Uruguai, Portugal, Espanha e Nova Zelândia. Além disso, foram consultados profissionais da área da saúde que orientaram sobre as medidas preventivas e o uso adequado dos equipamentos de proteção individual (EPI’s) e dos equipamentos de proteção coletivos (EPC’s).

Dividido em 3 fases, o documento segue os pilares de distanciamento, higienização, desinfecção, comunicação e monitoramento. A proposta é de que ele seja um documento único e de referência para todos os envolvidos na indústria audiovisual