Maria Farinha Filmes assina Princípio de Empoderamento das Mulheres

A produtora Maria Farinha Filmes reforça seu posicionamento sobre a equidade de gênero e adere aos princípios das WEPs, da ONU. Com 80% da equipe formada por mulheres e é a primeira no país, e pertencente ao Sistema B, Maria Farinha Filmes assina o Princípio de Empoderamento das Mulheres da ONU (Women’s Empowerment Principle, WEPs, na sigla em inglês).

A ação reforça o posicionamento da Maria Farinha Filmes, que possui 80% da equipe fixa composta por mulheres (16 dos 21 do quadro total); tem a maioria das produções lançadas por diretoras como Estela Renner (O Começo da Vida, Muito Além do Peso, etc), Renata Terra (Piripkura), Renata Meirelles (Waapa, Território do Brincar), Yasmin Thayná (Política: Modo de Fazer); teve um total de 60% de mulheres na equipe de Aruanas, série que será lançada ainda este ano; e é comandada por três  sócias e um sócio, Estela Renner, Luana Lobo, Ana Lucia Villela e Marcos Nisti.

De acordo com a CEO da produtora, Flávia Doria, fazer parte dessa ação foi um caminho natural, pois, a Maria Farinha Filmes, “além de ancorar todas as produções aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, a adesão aos princípios  trata-se de uma iniciativa que está alinhada ao nosso propósito de transformação que só é possível com uma sociedade igualitária”, diz.

Ao tornar-se signatária dos princípios, a Maria Farinha Filmes passa a fazer parte de uma rede local e global das Nações Unidas e assume publicamente o exercício que faz diariamente de fortalecer o poder feminino e promover a igualdade entre homens e mulheres em todas as instâncias do negócio, incluindo a cadeia de valores e as comunidades onde atua.