Dia Internacional do Scotch Whisky é celebrado com renovação do consumo do destilado

Nesta sexta, 08, é comemorado mundialmente o Dia Internacional do Scotch Whisky. A data, criada pela Diageo, líder mundial em bebidas alcoólicas premium e proprietária de marcas de whisky como Johnnie Walker, Old Parr, White Horse, Black&White entre outras, celebra o recente momento da categoria no Brasil com a renovação dos hábitos de consumo.

A estratégia da Diageo para Johnnie Walker, sua principal marca, é baseada no recrutamento de novos consumidores e renovação do posicionamento em pontos de venda selecionados. Para conquistar o público jovem a companhia investe no drink Johnnie Highball, feito com uísque, tônica, água de coco e laranja, como uma opção refrescante e fácil para o verão. O coquetel foi destaque em diversos destinos de ano novo como as praias de Carneiros (PE) e Pipa (AL).

Já no ponto de venda, a novidade da marca é o lançamento de “embaixadas de whisky” assinadas por Johnnie Walker Blue Label, rótulo super premium e mais alta das garrafas que levam o nome de “labels”. Os bares e restaurantes escolhidos pela sua aderência com os objetivos da estratégia e público alvo gerador de tendências. Os estabelecimentos receberão um enxoval especial composto por utensílios de bar, prensa de gelo para criar pedras redondas, ideais para o consumo em dose, réguas para degustação e um carrinho-bar para circular no salão e gerar interesse entre os consumidores presentes.

A primeira embaixada, recém-inaugurada, é o Bar do Cofre SubAstor, nova casa do premiado SubAstor que ocupa as salas do antigo cofre do Banco do Estado de São Paulo no prédio do Farol Santander. O cardápio do bar tem uma sessão especial para as experiências de whisky: coquetéis clássicos e autorais por Fabio La Pietra, renomado bar manager do SubAstor, e degustações em dose tanto dos rótulos superpremium de Johnnie Walker quanto dos single malts escoceses do portfólio da companhia no Brasil.

“No Brasil, a Diageo lidera transformações na categoria, tanto nos hábitos de consumo quanto no posicionamento das marcas. A coquetelaria, que há dois anos passa pelo boom dos drinks de gin, agora vê os drinks clássicos de whisky serem resgatados pelos bares e caindo no gosto do público. Além disso, estamos aperfeiçoando os rituais de consumo em dose com as experiências de degustação de diferentes rótulos em pequenas doses quanto nos acessórios como o gelo ‘perfeito’”, Guilherme Martins, novo diretor de Reserve, portfólio dos rótulos de luxo da Diageo.