Mutato apresenta o UP, projeto para mapeamento e desenvolvimento de talentos da agência

Apostando no desenvolvimento e crescimento de seus profissionais, a Mutato apresenta o primeiro projeto piloto de incentivo ao aperfeiçoamento de carreira aberto às pessoas que estão há mais de seis meses na agência. A iniciativa visa impulsionar o estudo de inglês e custear parte do investimento em cursos de aprimoramento profissional. A indicação ao programa se baseia na performance e potencial dos profissionais durante o período de avaliação de desempenho, a partir da indicação da liderança direta da área em um comitê junto ao RH.

O projeto UP Talentos contempla profissionais que estão entre os níveis júnior até os níveis gerenciais nas diferentes áreas da agência, com foco na inclusão de pessoas pertencentes a grupos minorizados. Nesta primeira edição, o programa conta com 61% de mulheres e 52% de pessoas autodeclaradas negras e 36% de mulheres negras.

“Estamos em um esforço ativo para cada vez mais oferecer aos nossos talentos oportunidades de desenvolvimento e avanço na carreira. Nosso objetivo é garantir que, na Mutato, as pessoas se sintam valorizadas e apoiadas, garantindo uma verdadeira trilha de desenvolvimento dentro da agência” conta Priscila Paula, Diretora de Pessoas na Mutato.

O projeto piloto terá a duração de 12 meses e tem como objetivo, além do desenvolvimento de seu público interno, a retenção desses profissionais, com foco na melhoria das habilidades técnicas e comportamentais com acompanhamento dos gestores e do RH. Após o ciclo de um ano, os talentos que passarem pelo programa serão avaliados, com base no desempenho e potencial, para promoções nas diferentes áreas do negócio.

Para as pessoas que estão em posições estratégicas e precisam do inglês no dia a dia de trabalho, mas não foram contempladas nesta edição do programa, foram subsidiadas bolsas 100% e 60% para desenvolvimento e proficiência na língua. Neste grupo, 72% de pessoas negras, 71% de mulheres e 60% de mulheres negras.