Máindi conquista conta da Flix, primeira seguradora 100% digital

A Máindi, dos sócios Daniel Miura e Gefferson Eusébio acaba de conquistar a conta da Flix, primeira seguradora brasileira 100% digital com foco exclusivo na venda de seguros e assistências residenciais.  O atendimento da conta na parte de assessoria de imprensa e relacionamento fica a cargo de Gabrielly Russo, sob coordenação direta dos próprios sócios.

A Flix é uma insurtech, desenvolvida com o propósito de digitalizar, escalar e simplificar um produto autoral. Com o propósito de aproximar e democratizar o acesso às pessoas dos produtos de seguros e utilização de assistências residências, visando transformar a relação das pessoas com seu patrimônio, com uma solução flexível, prática e que cabe no bolso do consumidor temos como missão reestabelecer o paradigma das pessoas e o mercado de seguros.

A chegada desta conta representa para a Máindi um início com pé direito no mercado de insurtech e um um aumento do seu leque de atuação na área de tecnologia voltada para o mercado de seguros.

De acordo com Gefferson Eusébio, a chegada da Flix como primeira empresa focada em tecnologia e seguradoras da agência, reforça que a Máindi está trabalhando de forma ativa e inovadora em diferentes áreas, além da importância de trazer os holofotes para a pauta de acessibilidade a serviços de segurança de qualidades. “Apesar de pouco tempo no mercado, a Flix tem uma prospecção de crescimento entre 15 e 20 vezes em apenas um ano, atingindo uma marca aproximada de 200 mil clientes ativos, ou seja, gerando insumos e inovação além do previsto para o mercado”, conta o executivo.

Para Daniel Miura, o desafio de comunicar as ações de uma empresa tão inovadora, que busca trazer excelência em tecnologia e inclusão para as diversas classes sociais, com enfoque nos jovens que possivelmente moram sozinhos, é algo que deve fazer com que a Máindi incorpore, além do pioneirismo, um aprendizado singular para o momento. “Os jovens são o futuro consumidores e empreendedores, por isso trabalhar com uma empresa que tem essa visão jovem cêntrica, além trazer a importância de gerar segurança para as diversas classes, de uma forma inclusiva, é um desafio e mais ainda uma forma de estarmos conectados com a nossa visão de futuro, pensando sempre numa prospecção positiva para as próximas gerações”, completa o CEO da Máindi.