Turner é indicada ao Caboré de Produtor de Conteúdo

A Turner é uma das três indicadas na categoria ‘Veículo de Comunicação – Produtor de Conteúdo’ do Prêmio Caboré 2020, organizado anualmente pelo Meio & Mensagem. Reconhecido como o principal prêmio da publicidade brasileira e um dos maiores da indústria da comunicação, o Caboré reconhece a experiência da Turner nas “transformações do setor de TV por assinatura”, dentro e fora do Brasil. “Agora parte da WarnerMedia, procura estender a atuação de seus diversos canais para os meios digitais e novas janelas de conteúdo”, acrescenta o texto da indicação.

O prêmio Caboré, que chega a sua 41ª edição, chega aos indicados por meio de rigorosa seleção conduzida pelos editores do Meio & Mensagem. O veículo escolhe, junto aos profissionais mais influentes do mercado, três nomes que mais se destacaram ao longo do ano em diversas categorias da comunicação, marketing e mídia. São 42 profissionais e empresas indicados em 14 categorias.

Os vencedores serão escolhidos em votação online aberta aos assinantes da publicação, que será realizada de 26 de outubro a 27 de novembro, e a revelação dos vencedores acontecerá em 2 de dezembro, em cerimônia que seguirá rígidos protocolos de segurança, como medida preventiva aos efeitos da Covid-19.

“A indicação ao Caboré é uma prova da consistência e da qualidade de nossas marcas e produtos. Os parceiros da Turner reconhecem que não só mantemos a força de nossa entrega durante esses difíceis tempos pandêmicos, como subimos o nível com projetos arrojados, multiplataforma e de enorme alcance. É uma grande conquista!”, diz Gilberto Corazza, Vice-Presidente de Ad Sales da Turner Brasil, que foi indicado ao prêmio duas vezes e ganhou uma.

A Turner já foi nomeada finalista ao Caboré na categoria Veículo de Comunicação – Mídia Eletrônica, em 2002, com o Cartoon Network, e em 2007, com a TNT. Na categoria Profissional de Veículo, Rafael Davini, ex-executivo da ad sales da Turner, foi indicado em 2004 e 2008, e Gilberto Corazza, atual VP, em 2016 (ganhou em 2010, quando estava na Editora Globo).