Faturamento da CNN Brasil cresce 76% em 2021

Em menos de dois anos no ar, alcançando mais de 32 milhões de pessoas por mês, a CNN Brasil apresentou no último ano um crescimento de 76% no faturamento. O desempenho acima das expectativas é o resultado de uma estratégia que aposta na inovação em formatos, na qualidade da programação e, principalmente, na independência editorial.

Durante o ano passado, a CNN Brasil se notabilizou pelo lançamento de novos produtos e contratações criteriosas de grandes talentos. Em reconhecimento por essas ações, o canal já acumula a conquista de 20 prêmios e contabiliza uma audiência em constante crescimento. Todos esses fatores contribuíram para atestar a credibilidade da CNN Brasil e atrair marcas para patrocínios e parcerias. Da mesma forma, a linha editorial independente, que cobre os fatos sem viés político, de forma imparcial, levou à conquista de uma audiência altamente qualificada que, em vários períodos, superou a concorrência e levou o canal à liderança em seu segmento.

De acordo com Mauricio Kotait, vice-presidente comercial da CNN Brasil, as agências e clientes buscam a CNN pela seriedade e credibilidade que ela oferece. “Somos vistos por todos como uma plataforma Brand Safety. É por isso que, em tão pouco tempo, conquistamos importantes anunciantes em todas as plataformas: TV, site, YouTube, redes sociais e rádio”, afirma Kotait.

Em número de anunciantes, a expansão da CNN Brasil também foi grande, em torno de 45% em 2021 em comparação com 2020. As marcas têm sido atraídas por novos negócios lançados pelo canal. Segundo Kotait, as empresas sentem segurança ao associar a imagem a uma emissora que inspira muita confiança. As principais parcerias estratégicas foram fechadas para os patrocínios de programas e forte desenvolvimento de projetos especiais, principalmente os relacionados à economia, tecnologia e agro. E, ainda, foram estimuladas pela programação da CNN Soft, que conta com o poder de comunicação dos influenciadores do canal como Leandro Karnal, Gabriela Prioli, Daniela Filomeno e Pedro Andrade, entre outros.

Novo comando amplia a cobertura e a oferta de produtos 

Em 2021, a CNN Brasil passou por mudanças após a chegada da nova CEO, a jornalista e executiva Renata Afonso. Ela assumiu em maio e criou vários projetos, como as editorias de Agro e Educação e o lançamento da marca CNN Soft, para a oferta de produtos mais leves do que a cobertura jornalística diária. Foram lançados os programas “Viagem e Gastronomia”, “Sinais Vitais”, “Entre Mundos”, “CNN Soft Business”, “Morning Call”, “À Prioli”, “Em Alta” e “Universo Karnal”. Também estreou o “WW”, apresentado por William Waack, titular do “Jornal da CNN”. Na rádio, foi criado o quadro “CNN no Plural”, sobre diversidade e inclusão, que também é exibido na TV.

O canal começou a investir no setor de agronegócio com a produção do “Boletim Conexão Agro”, apresentado por Evandro Cini desde novembro do ano passado. E, para começar 2022 com chave de ouro, a primeira estreia do ano foi de Boris Casoy, pioneiro do jornalismo opinativo no Brasil, que em sua semana inicial de participação no quadro “Liberdade de Opinião” marcou o dobro de audiência do canal de notícias que até então costumava ser líder no horário.

Agora, desde 17 de janeiro, novos comentaristas chegaram para aprofundar as análises nos mais relevantes setores, como Alexandre Schwartsman e Sérgio Vale, na área de economia. Ao todo, são 14 contratações de especialistas com reputação reconhecida em suas áreas de atuação para falar sobre cultura (João Carlos Martins), educação (Claudia Costin), tecnologia (Patrícia Travassos), gestão e inclusão (Neca Setúbal), agronegócios (Carmen Perez e Marcos Fava Neves), negócios e gestão (Antonio Batista da Silva Júnior), empresas, gestão e educação (Daniel Castanho), empreendedorismo e diversidade (Nina Silva), direito e inclusão (Maurício Pestana), meio ambiente (Erika Bechara) e Brasil no mundo (Rubens Barbosa).

Novos produtos estão sendo desenvolvidos para o lançamento ainda neste primeiro semestre, como o programa sobre empreendedorismo com estreia prevista para março. No comando estará Stephanie Fleury, a criadora da carteira digital DinDin, primeira startup de operações financeiras a ser comprada por um grande banco na América Latina.

As próximas novidades estão relacionadas à cobertura das Eleições 2022, que terá foco no diálogo propositivo, além da qualidade das análises, independência e dinamismo, que já fazem parte da identidade da marca. Os lançamentos sobre o tema acontecerão ainda neste mês de janeiro.

Prêmios de reconhecimento pela qualidade

Desde a sua chegada ao país, a CNN Brasil já ganhou 20 prêmios de reconhecimento pela qualidade dos seus produtos. Só no ano passado foram nove premiações, entre elas a de melhor programa de TV, pelo “CNN Brasil Business”. A qualidade dos talentos da emissora também tem sido reconhecida, como a conquista recente do prêmio de +Admirados da Imprensa de Economia, Negócios e Finanças pelos jornalistas Fernando Nakagawa, Priscila Yazbek e Thais Herédia.