Elo Company avança no desenvolvimento de projetos de ficção em parceria com criativos

Em decorrência da pandemia, que acelerou o desenvolvimento de projetos audiovisuais para entretenimento, a Elo Company qualifica sua área de produção ao fechar parceria com executivos e criativos reconhecidos, para o desenvolvimento de seus projetos. Tetel Queiroz, ex-Gerente Sênior de Conteúdo Original e Desenvolvimento na The Walt Disney Company e Carla Domingues, ex-Gerente de Desenvolvimento de Conteúdo no Grupo Globo, prestam consultoria no desenvolvimento de séries e longas de ficção.

“Temos investido fortemente nos últimos anos em um lineup potente para o mercado. Utilizamos nossa expertise de demanda e modelos de negócio, e agregamos os criativos certos para cada projeto. Em breve, as produções começarão a aparecer no mercado. Estamos muito felizes com os resultados!”, diz Sabrina Nudeliman, CEO da Elo Company.

A Elo Company tem produzido séries de não ficção e documentários para canais como History, NatGeo Latam, TRACE, entre outros, e possui projetos de ficção em desenvolvimento – assinados e em negociação – com Majors e plataformas: “Temos feito uma curadoria de histórias brasileiras originais, com grande potencial de formato e abrangência, tanto nacional quanto internacional. Ficamos muito felizes de contar com parceiros que já desenvolveram filmes e séries de grande sucesso, colaborando com nossos projetos.”, conta Paula Garcia, Head de Produção da Elo Company.

Para Tetel Queiroz, desenvolver shows, séries e narrativas cada vez melhores, é uma motivação: “É uma oportunidade, quase uma obrigação, dividir com o mercado e com parceiros como a Elo Company, um pouco da experiência e conhecimento que tive o privilégio de conquistar ao longo de tantos anos na FOX e recentemente na Disney”, conta.

“É um prazer desenvolver este trabalho de consultoria com a equipe da Elo. A produtora  está com um portfólio de projetos diversos e consistentes. Tenho certeza de que em breve veremos os projetos ganhando vida por aí, produzidos por canais e plataformas.”, encerra Carla Domingues.