Com produção da Paranoid, longa “Tungstênio” chega aos cinemas no segundo semestre de 2017

Com produção da Paranoid e coprodução da Globo Filmes, prepara-se para chegar aos cinemas, no segundo semestre de 2017,  o longa-metragem “Tungstênio”, filme de Heitor Dhalia baseado no livro homônimo de Marcello Quintanilha, premiado no Festival Internacional de Quadrinhos de Angoulême, na França. Fabrício Boliveira, Samira Carvalho, Zé Dumont e Wesley Guimarãessão os protagonistas dessa história.

Tungstênio trará quatro personagens para o centro de uma narrativa montada como um mecanismo de precisão: Richard (Fabrício Boliveira), um policial que atua movido por seus instintos; sua esposa Keira (Samira Carvalho), cuja decisão de separar-se dele é aparentemente irrevogável; Caju (Wesley Guimarães) um pequeno traficante, cujo principal interesse é sobreviver mais um dia; e Seu Ney (Zé Dumont), um ex-sargento do exército, saudoso da vida na caserna.

Todos se verão imersos em uma trama aparentemente banal, mas cuja escalada em tensão os conduzirá a negação dos próprios sentimentos em uma busca desenfreada por escolher os caminhos que lhes pareçam mais corretos. Inevitavelmente, eles vão se deparar com um conflito pessoal, diante da impossibilidade que a vida lhes impõe de seguir à risca suas escolhas racionais.

Filmado em novembro de 2016, a produção da Paranoid fez um trabalho minucioso de pesquisa, que traz para Tungstênio diversos ângulos da cidade de Salvador, como a Praia da Boa Viagem, o Forte de Nossa Senhora de Monte Serrat, os bairros da Ribeira, da Gamboa de Baixo e Massaranduba, o Largo da Calçada e a Ponta de Humaitá, entre outros.

O livro de Marcello Quintanilha, que é considerado um dos principais quadrinistas brasileiros, foi adaptado para o cinema pelos roteiristas Marçal Aquino e Fernando Bonassi. A fotografia é de Adolpho Veloso. O projeto de Heitor Dhalia conta ainda com Guel Arraes como produtor associado.