Santander apresenta dispositivo que permite que deficientes visuais sigam jogos de futebol com os dedos

O Banco Santander apresentou o Fieeld, um dispositivo original com o qual os deficientes visuais podem seguir futebol com as pontas dos dedos. O Fieeld é o primeiro sistema táctil de retransmissão de eventos esportivos em diferido que permite seguir os movimentos da bola e a trajetória das jogadas usando as pontas dos dedos. É uma inovação tecnológica criada pelo grupo Havas e desenvolvida em conjunto com o Banco Santander.

O aparelho converte os dados recolhidos seguindo os jogadores e replica cada jogada. É uma tecnologia que leva a posição da bola às mãos. Agora, o projeto abriu um período para buscar um sócio tecnológico a fim de ampliar seu desenvolvimento e, posteriormente, uma possível comercialização.

“O Fieeld é um claro exemplo de como os avanços tecnológicos e o futebol podem exercer um impacto positivo na sociedade e melhorar a vida das pessoas. Por isso, desenvolvemos esse projeto. No Santander, apoiamos o esporte porque estamos comprometidos com o progresso da sociedade”, afirma Juan Manuel Cendoya, diretor geral de Comunicação, Marketing Corporativo e Estudos do Banco Santander.

O Fieeld conta com o apoio da Federação Internacional de Esportes para Cegos (IBSA). O IBSA, que faz parte do Comitê Paralímpico Internacional, tem sócios em 120 países e lidera o desenvolvimento de esportes para pessoas com deficiência visual.

Para difundir o Fieeld, o Santander lançou um vídeo cujo protagonista é Nicko, um menino brasileiro deficiente visual, torcedor do Palmeiras, para quem a mãe narra todos os jogos aos ouvidos. Essa história comovente recebeu da FIFA o prêmio para os melhores torcedores na sua última gala anual, em setembro deste ano. Agora, com o Fieeld, Nicko viverá uma experiência única: poder sentir com as pontas dos dedos os gols da Libertadores, competição mais importante da América Latina.

Veja: