Halls promove campanha #RespiraFundo e Lute pelas Mulheres 

Diariamente, mulheres passam por diversas situações abusivas. Seja na rua, no trabalho, na roda de amigos ou até dentro de casa. Em uma sociedade patriarcal, as mulheres precisam batalhar em dobro para terem seus direitos respeitados e conseguirem agir contra práticas machistas.

Pensando nesse contexto, Halls, marca da Mondelēz Brasil, lança a campanha #RespiraFundo e Lute pelas Mulheres, como uma continuidade aos projetos iniciados em 2020. A campanha, criada pela agência DAVID, baseia-se no posicionamento da marca que estimula as pessoas a “respirar fundo” e agirem diante de um desafio.

A campanha conta com um filme que será reproduzido nas principais plataformas digitais da marca, um time de influenciadoras para falar sobre o assunto (Hana Khalil, Alexandra Gurgel e Magá Moura) e que receberá uma edição exclusiva dos produtos, com frases e contextos comuns enfrentados pelas mulheres, incentivando o combate ao machismo.

O objetivo é continuar estimulando a reflexão sobre as mudanças necessárias desses hábitos e reforçar que não basta dizer um “não ao machismo”, mas sim respirar fundo para AGIR.

Em 2020, a marca promoveu outras ações de apoio às mulheres, dando destaque às suas áreas de atuação, como o patrocínio da surfista Maya Gabeira, a lutadora de MMA Amanda Ribas e a jovem skatista Atali Mendes além de ter participado da ação de Guaraná Antártica em prol das mulheres no futebol de base, ambientes tradicionalmente machistas do esporte.

No filme #RespiraFundo e Lute pelas Mulheres, com criação propositalmente minimalista, é possível sentir o impacto do machismo no dia a dia das mulheres, explorando algumas frases-gatilhos tradicionalmente presentes no cotidiano, e muitas vezes tidas como inofensivas.

“Acreditamos que para promover uma mudança é necessário gerar conscientização, debate e empatia com os impactos que isso tem no dia a dia.  Por isso, no mês das mulheres, vamos novamente valorizar o papel das mulheres na construção da nossa sociedade e incentivar um debate e reação contra o machismo que, infelizmente, ainda é muito parte do cotidiano de nós, mulheres. Em 2020, fizemos este trabalho no ambiente esportivo que ainda carrega traços bastante machistas e exige que mulheres respirem ainda mais fundo para conquistar seus espaços, e este ano decidimos ampliar esta mensagem”, comenta Anna Carolina Teixeira, diretora da categoria de gomas e balas da Mondelēz Brasil.

Para ampliar a conversa, Halls convidou as grafiteiras Carolina Folego (@afolego), Regina Elias (@soberanaziza), Jaqueline (@poucatintamuitagana) para produzirem um grafite no próprio dia 8/3 em Pinheiros (Rua Irmão Lucas com Lacerda Franco) em São Paulo. A arte representa a força das mulheres a partir da releitura da pose da mulher maravilha – com peito aberto e braços na cintura (comprovadamente uma posição que empodera) – melhora a autoconfiança, autoestima e ajuda as pessoas a respirarem mais fundo antes de enfrentarem uma situação difícil.

De acordo com a psicóloga social Amy Cuddy, em palestra no programa TEDGlobal, a linguagem corporal afeta a maneira como os outros nos veem, mas também pode mudar a maneira como nos vemos. Ficar em uma postura confiante, mesmo quando não nos sentimos confiantes, pode estimular sentimentos de confiança e pode ter um impacto nas nossas chances de sucesso frente a um desafio. Além disso, a profissional explica que as expressões não-verbais de poder e domínio são sobre “expandir”, o que explica a pose de peito aberto da mulher maravilha ou mesmo os braços abertos em V quando um corredor ultrapassa a linha de chegada, mostrando um momento de poder que eles sentem. E Halls escolheu especificamente a pose da mulher maravilha para retratar força das mulheres frente às situações de machismo.

“Essa não é uma conversa que deve ficar limitada às mulheres. Queremos convidar todos – homens e mulheres – a agirem. O objetivo da campanha é chamar a atenção para a importância do combate ao preconceito. É uma discussão que ainda encoraja cada uma delas a não desistir dos seus sonhos”, diz Carolina Vieira, Head de Atendimento da DAVID.

Para fundamentar e especializar ainda mais o processo de criação e desenvolvimento da campanha, Halls contou com o apoio e assessoria da 65/10, uma consultoria especializada em comunicação com mulheres.

Assista ao filme aqui.