Drogaria Iguatemi lança campanha contra a violência doméstica

A Drogaria Iguatemi, empresa do Grupo DI, é a nova rede de drogarias a fazer parte da campanha “Sinal Vermelho” contra a violência doméstica. Iniciativa dos membros Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o projeto busca incentivar as denúncias de uma forma simples: a vítima precisa apenas mostrar a algum funcionário de uma farmácia um X vermelho em uma das mãos, indicando que está sendo vítima de violência doméstica, para receber auxílio.

Como passar um recado importante só para mulheres, sendo que, durante a quarentena, ela nunca está sozinha? Pensando em divulgar a campanha de uma forma mais segura, a Drogaria Iguatemi disfarçou esse anúncio dentro de um tutorial de maquiagem, em parceria com a influenciadora Barbara Brunca.

Em um vídeo em seu Instagram, a influenciadora convida suas seguidoras para uma experiência completa, pedindo que coloquem fones de ouvido e vão até um espelho ou lugar reservado, garantindo assim que só as mulheres irão assistir. Após apresentar os produtos e dicas de make, Barbara interrompe o vídeo e passa o recado, avisando sobre o “Sinal Vermelho” e explicando passo a passo como funciona a mecânica da campanha.

Desde o início da quarentena no Brasil, a violência doméstica aumentou em 44,9% no país, segundo dados da Polícia Militar. Em março e abril, o índice de feminicídios cresceu 22,2%, de acordo com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Já as chamadas para o número 180 tiveram aumento de 34% em comparação ao mesmo período do ano passado, segundo balanço do governo federal.

Atendentes e farmacêuticos das unidades da Drogaria Iguatemi de São Paulo (Shoppings Iguatemi, Market Place e JK Iguatemi), Alphaville (Shopping Iguatemi Alphaville) e Curitiba (Shopping Pátio Batel) foram treinados para chamar as autoridades policiais e acolher as mulheres que apresentarem um X na mão. Confira abaixo a lista de lojas.

Para mais informações sobre a campanha do Sinal Vermelho, acesse o site: https://www.amb.com.br/sinalvermelho

Veja: