Em ação criada pela DAVID, Gandulas Cadeirantes dão show de inclusão durante partida do Brasileirão

Foto: Paulo Pinto e Rubens Chiri (SPFC).

A MRV, que patrocina vários times de futebol, aproveitou a partida deste domingo entre São Paulo e Avaí para trazer algo novo para o campo – os tradicionais gandulas da partida foram substituídos por atletas cadeirantes e usuários de próteses. Ao todo, 10 pessoas com deficiência deram um show de inclusão, mostrando que o único limite a ser rompido é o do preconceito.

A ação Gandulas Cadeirantes, criada pela agência DAVID, aconteceu no Estádio do Morumbi e contou com o apoio do São Paulo Futebol Clube, time patrocinado pela MRV. “A campanha mostra a preocupação e a atenção que o São Paulo tem com os temas acessibilidade e inclusão. O clube acredita que atitudes como essa significam a oportunidade de trazer a integração total do indivíduo e a quebra de barreiras por meio do esporte”, afirma João Fernando Rossi, diretor executivo de marketing do São Paulo.

Na partida, foram sete atletas cadeirantes e três usuários de próteses, todos eles atuando lado a lado na partida e cuidando das reposições de bola. A ação chamou não apenas a atenção da mídia esportiva, mas também dos torcedores que aplaudiram e apoiaram a campanha Gandulas Cadeirantes.

“A inclusão e a acessibilidade são fundamentais. Na MRV temos um programa de inclusão muito estruturado e queremos propagar nossa crença para que outras empresas possam também trabalhar pela inclusão”, ressalta Rodrigo Resende, diretor de marketing e novos negócios da MRV.

Participaram da ação atletas de rúgbi, atletismo e basquete. Paola Klokler, Rychard Araujo, Claudine dos Santos, Nilton Divino, Daniele Montes, Ezequiel Barbosa, Andre Macedo, Sidnei Silva, Isaias Rebo e Liliane Lopes foram os gandulas cadeirantes. Para que os atletas pudessem exercer o trabalho de gandula com maestria, um tablado foi adaptado atrás das placas de publicidade no Estádio do Morumbi, permitindo que as cadeiras circulassem livremente, sem obstáculos.

“É um orgulho imenso levar essa iniciativa para um palco com tanta visibilidade quanto o de um jogo de futebol, incentivando um importante debate sobre inclusão e acessibilidade”, diz Rafael Donato, VP de criação da DAVID.

Os atletas foram selecionados por meio de entidades que apoiam atletas cadeirantes, como a Associação Desportiva para Deficientes (ADD), presidida e fundada por Eliane Miada. “A campanha tem diversos benefícios sociais. Mas eu diria que um dos principais é motivar. Mostrando especialmente para aquela pessoa com deficiência, que está há pouco ou há muito tempo nessa condição, que ela também pode”, explica Eliane.

Veja:

Ficha Técnica:

Título: Gandulas Cadeirantes
Cliente: MRV
Produto: Institucional
Agência: DAVID
Managing Director: Sylvia Panico
VP de criação: Rafael Donato
Diretor de criação: Edgard Gianesi
Criação: Paulo Damasceno, Bernardo Tavares e Marcos Lee
Produção: Fabiano Beraldo, Patrícia Barbosa, Fernanda Peixoto, Gustavo Viola
Edição: Leonardo Nichida
Atendimento: Carolina Vieira, Rodrigo Kozma e Pedro Valle
Planejamento: Daniela Bombonato, Carolina Silva
Head de Inovação e Tecnologia: Antonio Ferreira
BI: Mailson Dutra e Guilherme Campos
Social media: Lucas Patricio
Mídia: Marcia Mendonça e Renata Caovilla
Produtora: Café Royal
Diretor: Irmãos Meirelles
Produtor Executivo: Moa Ramalho
Atendimento: Amanda Arcaro
Coordenador de produção: Alex Missaka
Assistente de direção: Alexis Muller
Diretor de Produção: Irivan Souza
Direção de Fotografia: Fábio Meirelles
Produtor de elenco: Fernanda Salém
Coordenação de Pós: Anita Cintra
Finalizador: Uriel Arakilian
Editor: Daniel Crepaldi
Produtora de som: YB
Aprovação cliente: Leilane Arães e Fernanda Ferro