DMSBOX cria campanha para Colégios Bom Jesus

Com o conceito Vida Feita de Bons Caminhos, a campanha é um resgate dos sólidos valores da instituição guiada por princípios franciscanos e que, há mais de 120 anos, tem a nobre missão de formar indivíduos integralmente, cidadãos capazes de ser verdadeiros protagonistas das suas vidas, das suas escolhas e da construção do seu caminho.

Um conceito que, além da campanha para o público final, também abraçará o desdobramento para o público interno, como um convite para que todos os envolvidos no universo Bom Jesus – professores, colaboradores, familiares e alunos – reafirmem o compromisso com essa missão.

“A campanha protagoniza a relação do colégio com o aluno ao longo da sua vida, reforçando situações e sentimentos que constroem um ser humano integral de forma leve e simbólica. Desde o jingle, passando pelo filme em animação até o visual das peças gráficas, tudo foi pensado para a construção de uma mensagem proprietária, carregada de otimismo e atitude”, afirma Monica Hansen, Diretora de Criação e Planejamento da agência.

De acordo com o Gerente de Comunicação e Marketing do Grupo Educacional Bom Jesus, Eros Pacheco Neto, o conceito da nova campanha institucional comunica a importância de uma vida orientada por propósito e valores humanos, que começam desde os primeiros anos de ensino. “O segmento educacional precisa acompanhar as frequentes e cada vez mais aceleradas transformações da sociedade. Contudo, é necessário inovar sem abrir mão do principal componente da relação família-escola, que são as pessoas. Nesse sentido, a nova campanha traduz, por meio de elementos visuais e argumentação proprietários, a missão franciscana do Colégio Bom Jesus na formação integral de novas gerações aptas para contribuir com uma sociedade mais justa e inclusiva”.

A estratégia de mídia se utilizará de meios com os quais o público possui alta afinidade, com um flight inicial focado na mensagem institucional em TV aberta e fechada com inserções de 60 e 30 segundos, rádio, mídia exterior, DOOH e internet para, logo depois, migrar para as veiculações direcionadas à captação de alunos, com a adição de outros meios, como jornais e mídias alternativas.