Santeria produz campanha “Retratos da Violência” para o Combate à Violência Contra a Mulher

Uma mulher é agredida a cada dois minutos no Brasil, segundo o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). Para estimular o Combate à Violência Contra a Mulher, a Associação Fala Mulher e a RedeTV! se uniram em um projeto audacioso: a cada 2 minutos, interromper a transmissão com a representação de uma mulher agredida.

Mais do que uma campanha, “Retratos da Violência” é um retrato dessa realidade visceral, personificando a frieza de dados alarmantes e incentivando as denúncias com base na Lei Maria da Penha.

Criada pela agência We, com produção das produtoras Santeria e Canja Audio Culture e pós-produção da Clan Vfx, a ação foi idealizada ao longo de 2 anos por sua alta complexidade de execução.

Afinal, a ideia conta com a participação de mulheres reais para retratar as 720 denúncias de apenas um dia. Além disso, todas as cenas foram baseadas em verdadeiros relatos em vídeo, em áudio e entrevistas de vítimas acolhidas pela Associação Fala Mulher.

Em 2019, ao longo de várias diárias, a RedeTV! disponibilizou toda sua estrutura física e de programação para a realização do trabalho, que contou com a participação voluntária de centenas de mulheres, como uma contribuição ao combate à violência.

Ao final, o resultado não poderia ser diferente: mulheres de idades diversas, raças, estilos, classes sociais, transgêneros e portadoras de deficiência representaram 720 denúncias diárias e fortaleceram o propósito da campanha.

Todo o craft do projeto não parou por aí: foi da estática preto e branco das fotos até o áudio do comercial. Ao conhecer o “Retratos da Violência”, a musicista Noélle Bonacin criou a trilha em uma experiência única. Por meio de seu violoncelo, ela compôs a melodia de acordo com as suas próprias sensações ao ver o filme pela primeira vez.

Durante todo este tempo, a agência e a emissora trabalharam em conjunto para encontrar soluções tecnológicas e comerciais para que o projeto fosse ao ar conforme idealizado inicialmente.

Assista: