Rodrigo Zanchini e Alexandre Vianna lançam a Concreek

Com experiências multiplataforma em mais 20 anos de atuação nos mais diversos campos da criatividade e da produção, Rodrigo Zanchini, o “Zanca”, e Alexandre Vianna se unem para lançar a Concreek. A produtora nasce com o objetivo de realizar filmes com alto padrão de excelência tendo como base uma estrutura inteligente e adaptável – o que garante a equação ideal entre craft, execução e viabilidade.

A operação tem como primeiro trabalho o novo filme de Adidas para o lançamento da linha Primeblue, conhecida pela reutilização de resíduos plásticos retirados dos oceanos. A peça traz como protagonista o bicampeão mundial de surfe Gabriel Medina e sua produção já envolveu toda a dinâmica de negócios que norteará as produções da Concreek.

“A Concreek nasce para transformar roteiros de narrativas em diferentes formatos, num modelo de negócios atual e que entende a necessidade do mercado de otimizar ao máximo os recursos. Porém, sem nunca deixar de lado a excelência em qualidade, que sempre foi o marco das nossas carreiras e portfólios”, destaca Zanca.

“Estamos unindo não só nosso trabalho, mas também toda a bagagem cultural e criativa que fomos ganhando em nossa carreira e na vida. Isso vai se refletir nas produções da Concreek, criando filmes de maneira fluida e adaptados a cada demanda, com o valor intelectual, conhecimento e apoio técnico necessário”, complementa Vianna.

Com raízes na periferia de São Paulo e vivência com personagens importantes dos cenários do Rap, Zanca iniciou sua carreira no mercado publicitário como diretor de arte, passando por AgênciaClick (atual Isobar Brasil), Wunderman Thompson e Ampfy. Após estudar Cinema, migrou para a área de conteúdo e, em seguida, direção de cena, tendo atuado ainda no casting das produtoras Vira-Lata, Estória, Santa Transmedia, Zeppelin, Trator Filmes e Sentimental. Além de filmes de destaque para marcas como Netflix, Mitsubishi e Netshoes, Zanca assina a direção clipe “Envolvidão”, que impulsionou a carreira de Rael e já ultrapassou 100 milhões de visualizações no YouTube; além do primeiro clipe oficial de Luiz Gonzaga, para o clássico “Asa Branca”, em projeto da Schin.

Alexandre Vianna é fotógrafo e diretor de fotografia. Na última década, assinou a fotografia de mais de 200 filmes, entre eles documentários para Netflix, videoclipes e publicidade. Em 2017, conquistou o prêmio de Videoclipe do Ano no Music Film Festival (MVF) com “Não é bem assim”, de Cupin. Estudou Direção de Fotografia na American Society of Cinematographers, nos Estados Unidos, e também Roteiro de Cinema, tendo realizado produções para marcas como McDonald’s, Budweiser, Mercedes-Benz e Mitsubishi, entre outras.

Antes de começar sua trajetória no audiovisual, na década de 1990, Vianna foi um dos grandes nomes do skate brasileiro, participando e influenciando um movimento de contracultura, arte e estilo de vida daquela geração. Foi o fundador da revista CemporcentoSKATE e lançou o filme “Dirty Money” – marco da cultura de rua à época. Nos anos 2000, passou a se dedicar à fotografia e direção criativa de projetos artísticos e editoriais, até se dedicar totalmente ao audiovisual a partir de 2010.