Pio Figueiroa reforça o time da Damasco Filmes

Pio Figueiroa chega à Damasco Filmes, dos sócios Marcelo Monteiro e Marcus Baldini. O diretor pernambucano tem uma trajetória profissional associada à fotografia, e trabalhou em jornais e revistas antes de fundar o coletivo Cia de Foto, em São Paulo. O grupo dirigiu filmes para a Paranoid BR e se desfez em 2013. Figueiroa reiniciou sua carreira solo integrando fotografia e filmagem, meio artístico e publicitário.

Para Marcelo Monteiro, a chegada do diretor contribui para colocar a produtora em um patamar diferente de realização. “Ele traz a capacidade de viabilizar projetos que misturam publicidade e conteúdo, com um olhar singular de narrativa e grande apuração estética vinda da fotografia”, comenta.

Pio define sua linha de direção como fotográfica e naturalista. “Adoro trabalhos feitos em externas, nos quais o mundo, a luz natural e um acting espontâneo colaboram para mostrar a vida o mais próximo do que ela é”, diz. No seu portfólio, há filmes que se destacam por seguirem essa linha como o Eu Sou Nikon e Itaú Zapata. “Quero contribuir para esse projeto que julgo promissor, de filmes ágeis, criativos na forma de produzir e realizar, e que visam outras mídias, além da TV aberta”, destaca.

Foto: Marcelo Monteiro, sócio e produtor executivo; Sheila Souza, atendimento; Pio Figueiroa, diretor e Marcus Baldini, sócio e diretor / Crédito: divulgação