segunda-feira, junho 24, 2024
Programa Grandes Nomes da Propaganda no canal Markket
InícioProdutoraMaria Farinha Filmes adquire participação em produtora inglesa

Maria Farinha Filmes adquire participação em produtora inglesa

A Maria Farinha Filmes, líder em entretenimento de impacto da América Latina, acaba de adquirir parte da produtora inglesa vencedora do Oscar®️, de Joanna Natasegara, Violet Films.

Joanna Natasegara está no Festival de Cannes representando a Violet Films. Luana Lobo e Mariana Oliva, co-CEOs da Maria Farinha Filmes, também estão no evento internacional com o drama MOA do cineasta cubano, Marcel Beltrán – selecionado pela La Fabrique Cinéma do Festival de Cannes. O filme, produzido pela Mediocielo Films em coprodução com Maria Farinha e Stems Group, da República Dominicana. MOA é vencedor do prêmio principal Locarno Open Doors e Vision Sud Est. O filme também recebeu o Prêmio Internacional Arte Kino de desenvolvimento.

Reconhecida por sucessos como a série de ficção ambiental “Aruanas” (Globoplay), a primeira no mundo a tratar do tema através do entretenimento, criada e escrita por Estela Renner e Marcos Nisti – co-fundadores e sócios da Maria Farinha -, a série alcançou um público de mais de 35 milhões de espectadores só no Brasil. Assim como a franquia “O Começo da Vida” (Netflix/Globoplay), originada pelo filme homônimo criado por Renner, que teve estreia global em 190 países e foi responsável por um movimento que reuniu mais de 100 parceiros de impacto e marcas, incluindo UNICEF, Kimberly Clark e Johnson’s. Com mais de 17 anos de experiência, a Maria Farinha Filmes é pioneira em desenvolver entretenimento de impacto na América Latina e conectar milhões de pessoas com histórias inspiradoras e transformadoras.

Violet Films é vencedora do Oscar®️ com o curta “The White Helmets” (Netflix) e reconhecida pelos nominados à estatueta: o documentário “Virunga” (Netflix), com a produção executiva de Leonardo DiCaprio;  “The Edge of Democracy” (Netflix), produzido junto a Marina Oliva, sócia da Maria Farinha Filmes; “The Heart Invictus” (Netflix), produzido em associação com Archewell Productions e do curta documental da Disney, “Nǎi Nai And Wài Pó”. É criadora também de “We Dare to Dream”, da indicada ao Oscar®️ Waad al-Kateb, com produção executiva de Angelina Jolie e John Legend.

Joanna Natasegara, sócia e CEO da Violet Films, reforça o valor deste movimento de expansão: “A urgência deste momento histórico é nítida e ambas empresas acreditam há muito tempo no storytelling como uma ferramenta crucial para mudarmos o mundo. Juntas, vamos nos comprometer com tempo, talentos e recursos, a fim de encontrar as melhores formas para contar as histórias que merecem relevância, o que irá enriquecer e elevar o entretenimento para a audiência global. Nós sabemos que o público deseja esse conteúdo e estamos empolgadas em poder proporcionar isso à eles”.

“Na Maria Farinha Filmes nossa visão é inspirada pelo poder da inteligência coletiva, desde o desenvolvimento até a distribuição. Nosso compromisso é o de produzir conteúdos que sejam globalmente relevantes, valorizando também a potência de histórias locais. Há vários anos desenvolvemos projetos em conjunto com Joanna Natasegara, que é uma parceira natural para nós. Esse movimento não é apenas uma aquisição. Estamos construindo um ecossistema inovador, onde novas oportunidades de negócios e visões artísticas diferentes alimentam a expansão e o alcance dos nossos projetos”, comentam Luana Lobo e Mariana Oliva, co-CEOS e sócias da Maria Farinha Filmes, sobre a expansão internacional.

O portfólio da Maria Farinha inclui ainda a série de ficção internacional “Esperanza”, criada e escrita em inglês pelos showrunners e sócios Estela e Marcos, que conta com 10 episódios de uma hora. É uma aventura vibrante sobre rebeldes de vários países a bordo do navio Esperanza III, que cruzam os mares batalhando contra aqueles que destroem o mundo. “Apesar de se verem como piratas do bem lutando por causas nobres, na verdade, eles encontraram no navio um refúgio para fugir da realidade pessoal em terra, curar feridas, ou trocar o luto pela adrenalina. Com nada a perder, por que não salvar o planeta? Esse é o sentimento deles”, comentam os criadores Estela e Marcos. A franquia ainda conta com o universo expandido de um videogame, uma série de HQ, um longa-metragem e um livro. Esta coprodução internacional é liderada pela Maria Farinha Filmes em colaboração com Miura Kite, ex-Executive Vice President Television da Participant. O aclamado diretor Fernando Meirelles, diretor do piloto e outros episódios, é co-showrunner da série junto a Renner e Nisti.

“Quando olhamos para trás e vemos os inúmeros cases de impacto da Maria Farinha Filmes, ficamos naturalmente motivados a expandir”, reflete Marcos Nisti, co-fundador da produtora e Vice-presidente do Alana. “O Alana, organização de impacto social que compartilha seu ecossistema com a Maria Farinha Filmes, é dedicada a criar um mundo mais justo e sustentável para todas as pessoas e fazemos isso com base nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU. O entretenimento desempenha um papel fundamental na mudança cultural massiva que é necessária para impulsionar estes objetivos. É por isso que estamos comprometidos em investir para ampliar nosso escopo e desenvolvimento de projetos para o espaço internacional, levando inclusive conteúdos brasileiros, além de co-criarmos novos projetos junto  a Joanna, que tanto admiramos”, conclui Nisti.

Artigos relacionados

Novidades