segunda-feira, junho 24, 2024
Programa Grandes Nomes da Propaganda no canal Markket
InícioProdutoraCUFA e FNA veiculam “The Prompt Bias” (O viés do Prompt)”

CUFA e FNA veiculam “The Prompt Bias” (O viés do Prompt)”

Por meio de um projeto que expõe de forma sensível, mas visceral, o racismo estrutural presente em ferramentas criativas alimentadas por inteligência artificial, a CUFA (Central Única das Favelas), e a FNA (Frente Nacional Antirracista) veiculam “The Prompt Bias” (O viés do Prompt)”, filme concebido pela produtora Primo Content de forma colaborativa com a Favela Filmes, braço audiovisual da CUFA e com a Africa Creative, agência parceira da CUFA e da FNA.

“The Prompt Bias” apresenta uma denúncia mais que urgente na indústria global da comunicação: a presença do racismo estrutural nos bastidores do processo criativo das produções audiovisuais. A veiculação do filme é o início de um movimento de mobilização social para sensibilizar e conscientizar sobre o quanto os padrões racistas podem ser perpetuados e amplificados pelas tecnologias modernas. E expõe como as ferramentas criativas dinamizadas por inteligência artificial podem difundir de forma sutil e insidiosa preconceitos e discriminações. O filme tem trilha sonora original composta pela Halley Sound.

“Toda inteligência artificial veio de uma inteligência natural. Isso é óbvio, mas também é evidente que essa inteligência original impregnou o algoritmo com seus vieses algumas vezes racistas, propagados e difundidos por máquinas que estão fugindo do controle humano. Não podemos naturalizar o racismo jamais. Devemos propor um novo código antirracista que repense a forma como a sociedade olha para pretos e pretas, não apenas no Brasil, mas no mundo inteiro. Essa é a grande denúncia e provocação que a CUFA faz neste filme”, afirma Celso Athayde, fundador da Central Única das Favelas.

A produção explora ficcionalmente um exemplo concreto e impactante presente no cotidiano de profissionais do audiovisual e da comunicação em geral, ilustrando como essas tecnologias, se não forem cuidadosamente desenvolvidas, monitoradas e ajustadas com um viés antirracista, podem perpetuar desigualdades históricas e sociais.

“Nós lidamos com ferramentas de IA de geração de imagens e de textos o tempo todo em nosso dia a dia, criando histórias, filmes, clipes e comerciais. E em uma de nossas rotineiras pesquisas, nos confrontamos com esse chocante viés racista em umas das mais prestigiadas plataformas de geração de imagens. Imediatamente nos sentimos compelidos a reproduzir aquela experiência e compartilhar o sentimento de perplexidade diante de imagens impregnadas de preconceitos e transformar esse sentimento em um filme” comentam os diretores de cena Diego Santana Claudino e Guto Azevedo, que formam a dupla Salsa, da produtora Primo Content, que assina o projeto.

Para além do filme, o projeto também prevê uma imersão com jovens que fazem parte da produtora Favela Filmes – coautora do projeto e braço audiovisual da Central Única das Favelas. A ideia é discutir como as novas gerações de cineastas, filmakers, publicitários e profissionais do audiovisual lidam com esses desafios. Esses encontros vão gerar um relatório de reflexões para ser levado a empresas de programação e linguagem, a fim de que esses códigos e algoritmos sejam revistos e adotem uma perspectiva mais solidária e antirracista.

“Queremos aproveitar essa oportunidade para discutir uma forma de racismo intrínseco nas nossas ferramentas de trabalho. Mas queremos fazer isso em cooperação com as próprias vítimas do racismo: pretas e pretos que trabalham na nossa indústria e sentem todo o peso da discriminação incessante que, agora, como vemos, é também perpetuada pelas nossas próprias ferramentas criativas. Nada sobre nós, sem nós,” enfatiza John Oliveira, CEO da Favela Filmes.

Todo o projeto conta com uma série de exibições do filme e debates em comunidades, escolas e instituições ao redor do país, promovendo um diálogo aberto e inclusivo sobre os desafios e as soluções possíveis para combater o racismo estrutural na era digital.

Ficha Técnica

Título: The Prompt Bias (O viés do Prompt)

Criação: Primo Content em colaboração com a Favela Filmes

Produtora: PRIMO CONTENT

Direção de Cena: SALSA

Produtores executivos: Fernanda Gomes e Fernando Fanucchi

Diretor de Fotografia: Fabio Politi

Diretor de arte: Martino Piccinini

CEO Favela Filmes – John Oliveira

Produção Favela Filmes – Joelson Batista

Atendimento Favela Filmes – Debora Freire

Atendimento Favela Filmes – Carla Zulu

1º AD: Camila Gentile

Head of Sales: Rafa Costa

Coordenadora de Produção: Karla Fernandes

Diretora de Produção: Monica Viesi

Produtor: Lorran Oliveira

Ass de Produção: Maria Rita Miranda

Produtora de Casting: Flavia Cocozza

Produtora de objetos: Ana Paula Braga

Produtor de locação: Fabiano Ramos

Figurinista: Guga Saraiva

Maquiador: Iris Bitencourt

Ass de coordenação: Arthur Queiroz

Ator: Reynaldo da Silva Santos Machado

Coordenadora de pós-produção: Diulle Fonseca

Ass de pós-produção: Lucas Ramos

Editor: Victor Cohen

Colorista: Fernando Lui

Produtora de áudio: Halley Sound
Trilha original: Halley Sound

Produtor musical: David Bessler

Cantora: Inès Nassara

Trompetes: Nahor Gomes

Sound Design e Mix: Vinicius Villani

Produtora Executiva áudio: Thereza Helena
‏‎   ​
Agência Africa Creative:
VP de criação – Angerson Vieira
Diretor de relações Institucionais e Sustentabilidade: Raphael Vandystadt
Diretor de RTV: Rodrigo Ferrari
‏‎   ​
Equipe CUFA:

Presidente CUFA – Rio Preto Zeze

Diretor CUFA Rio – Welligton Galdino Oliveira

Diretora de Projetos Especiais – Leticia Gabriella

Vice Presidenta Institucional – Geovana Borges

Presidenta CUFA – Kalyne Lima

Sócia Diretora da Favela Fundos – Cléo Santana

Produtora Executiva Favela Holding – Vitoria Santos

Diretor de Operações Favela Holding Fabio Amarante

Vice Presidenta CUFA – Rio Elaine Caccavo

Artigos relacionados

Novidades