sábado, fevereiro 24, 2024
Programa Grandes Nomes da Propaganda no canal Markket
InícioMercadoDo Skyline ao GT-R

Do Skyline ao GT-R

O lendário Skyline foi fabricado originalmente pela Prince Motor Company, do Japão. Lançado pela primeira vez em 1957, a produção do Prince Skyline manteve-se até 1966, quando houve a fusão da Prince com a Nissan.

De origem humilde, criado para ser um carro de luxo de quatro portas um tanto modesto, o Skyline começou a evoluir para se tornar um carro esportivo feito para entregar performance depois da fusão das duas marcas. Hoje, o Skyline é mais conhecido como o antecessor que teve grande influência na criação do GT-R dos dias atuais.

A Nissan comemorou o 50º aniversário do GT-R no Festival NISMO de 2019, no circuito Fuji Speedway, no Japão. O evento destacou os lendários modelos GT-R e Z e as máquinas de competição que representam o rico legado da NISMO. Vídeo em inglês.

O primeiro Skyline

Prince Skyline Deluxe (1957)

O Skyline começou a ser produzido originalmente pela Prince Motor Company, em 1957, passando a se chamar “Nissan Skyline” quando começou a ser produzido pela Nissan depois da fusão das duas empresas, em 1966. O Skyline era comercializado tanto como sedã de quatro portas como perua de cinco portas, equipado com o motor GA-30, de 1,5 litro. Mas foi apenas em 1964 que foi lançado o primeiro GT Skyline de competição, ainda sob a marca Prince Motors. O lançamento do GT Skyline marcou a mudança do Skyline de sedã para carro de corrida.

A primeira geração do Nissan Skyline

Skyline 2000 GTR (1969)

O Skyline finalmente tornou-se Nissan em 1969, quando o primeiro Skyline GT-R criado para a performance foi revelado no Salão do Automóvel de Tóquio. Ele ainda era um sedã, mas a partir de então exibia um motor de seis cilindros em linha – um feito impressionante para a época – que desenvolvia 160 cavalos. A primeira geração do Nissan Skyline foi comercializada de 1969 a 1972.

Em 1969, a versão GT-R do Skyline era um modelo de turismo como nenhum outro. Remetendo ao protótipo de competições Nissan Prince R380, ele contava com um motor com duplo comando e quatro válvulas por cilindro, além de suspensão independente nas quatro rodas que entregava uma dirigibilidade espetacular. O carro dominava as provas de turismo no Japão, tendo vencido 52 corridas em seus três primeiros anos de competições.

Já a primeira versão com duas portas foi lançada em 1970. Apesar do lançamento bem-sucedido e a boa aceitação, a crise mundial do petróleo deu origem a normas de emissões mais rígidas, fazendo com que o Skyline GT-R fizesse uma pausa – mesmo que temporária.

Skyline C110

Nissan Skyline 2000GT (1974)

De 1973 a 1977, foi produzida a geração C110 do Skyline, conhecida na época como Kenmari em alusão ao comercial que retratava os proprietários Ken e Mary. Este modelo também teve uma versão GT-R em 1973, tendo sido o último Skyline com a designação GT-R Skyline, até 1989.

R30 Skyline

Nissan Skyline H/T Turbo 2000GT-ES (1981)

Com um design incrivelmente versátil e bem-sucedido, o R30 era comercializado nas versões cupê, sedã de quatro portas, hatchback com cinco portas e perua de quatro portas. Mas nenhuma das 26 variações do R30 daria ideia daquilo que o Skyline viria a ser um dia.

R31 Skyline

Skyline 1986 com capota rígida, 4 portas e motor GTS de 24 V turbo com duplo comando de válvulas

Em 1986, a Nissan lançou o R31. Um pouco maior e mais quadrado que os modelos anteriores, ele foi o primeiro a contar com o famoso motor Skyline FJ20 “Red Top”, com tampa de válvula vermelha e o sistema de controle da indução Nissan Induction Control System.

Skyline GT-R R32

O Skyline já tinha passado por várias fases, mas foi só em 1989 que o autêntico precursor do GT-R dos dias atuais foi lançado. O R32 Skyline GT-R tinha tração integral e o famoso motor de seis cilindros em linha Nissan RB26DETT, que entregava incríveis 280 cavalos de potência. Apesar de ainda não ser comercializado nos Estados Unidos, o modelo do mercado japonês (JDM) foi e continua sendo uma lenda na comunidade de tunadores americanos.

Uma versão mais simples do R32 participou do Campeonato Japonês de Carros de Turismo em 1989, tendo vencido todas as corridas das quais participou – 29 consecutivas no total – nas quatro temporadas seguintes. Assim nasceu a lenda GT-R.

Skyline GT-R R33

Depois da primeira aparição para o mundo automotivo como protótipo no Salão do Automóvel de Tóquio de 1993, o Skyline GT-R R33 foi finalmente lançado para o público em janeiro de 1995, mais uma vez com o famoso motor RB26DETT.

Como uma evolução do R32, o Skyline GT-R R33 tornou-se um modelo mais rápido e mais estável, graças à carroceria muito mais rígida, melhor distribuição do peso e otimização do controle da tração resultado do novo sistema de tração integral chamado de “ATTESA E-TS PRO”.

Skyline GT-R R34

O Skyline GT-R R34 foi comercializado desde o lançamento, em 1998, até 2002. Tecnologicamente avançado, o modelo se destacava pelo motor com duplo turbo RB26DETT I6, que entregava uma potência impressionante. A distância entre eixos menor e a carroceria otimizada do R34 permitiam que ele exibisse uma performance ainda maior que seus antecessores.

O primeiro Nissan GT-R

Em 2008, o GT-R aterrissou oficialmente nas pistas americanas. A Nissan deixou de usar o nome Skyline e incluiu um motor duplo turbo V6 que entregava 473 cavalos, propulsionando o GT-R a níveis de performance capazes de rivalizar e superar os lendários muscle cars norte-americanos, os supercarros italianos e alemães. Assim, o GT-R se tornou rapidamente uma lenda, com um sistema de tração integral tecnologicamente avançado que entregava uma dirigibilidade incrível, além de um visual ao mesmo tempo moderno, musculoso e elegante.

2020: 50º aniversário do Nissan GT-R

Revelado no Salão do Automóvel de Nova Iorque de 2019, o Nissan GT-R 50th Anniversary Edition elevou o modelo a um patamar inimaginável na época de seu primeiro lançamento, 50 anos antes. Para comemorar meio século do GT-R, os engenheiros superaram-se ao descobrir um potencial de performance ainda maior, mas garantindo que motoristas e pilotos de todos os níveis poderiam curtir o modelo.

“O GT-R é sobre gestão do equilíbrio”, disse Hiroshi Tamura, especialista-chefe de produto do GT-R. “Não se trata de atingir um valor de potência, mas sim criar um novo GT-R  que não deixe nenhum aspecto de fora. É assim que comemoramos o 50º aniversário do GT-R”.

Nissan GT-R NISMO (2021)

Um ano depois da celebração mundial do 50º aniversário, em 2020, o lendário Nissan GT-R reapareceu em 2021 exibindo orgulhosamente toda sua emoção, alta performance e sofisticação inigualável.

Cada um dos motores V6 de 3.8 litros, 565 cavalos e 24 válvulas com duplo turbo do GT-R é produzido manualmente pelo seu próprio técnico Takumi (palavra que significa mestre-artesão), com um nível tão alto de sofisticação e performance que muitos acreditavam que não havia mais espaço para aprimoramentos. Mesmo assim, em 2020, os engenheiros do veículo incorporaram novos turbos que agora permitem que o GT-R NISMO entregue 600 cavalos.

A mudança também ajudou a aumentar as respostas em baixas rotações do motor, com ajustes otimizados das folgas e 5% de aumento na eficiência em comparação com o projeto anterior.

Os Takumis

Cada Nissan GT-R conta com um motor 3.8 V6 com duplo turbo, produzido manualmente por um dos cinco Takumis, os mestres-artesãos da fábrica da Nissan de Yokohama, no Japão. Esta história é sobre o que é preciso para se tornar um Takumi Nissan e a incrível capacidade de precisão destes artesãos da indústria automotiva.

Artigos relacionados

Novidades