domingo, julho 14, 2024
Programa Grandes Nomes da Propaganda no canal Markket
InícioDestaquesABAP indica 10 novos representantes para o Conselho de Ética do Conar

ABAP indica 10 novos representantes para o Conselho de Ética do Conar

A Associação Brasileira de Agências de Publicidade (ABAP) anunciou os 10 representantes da entidade para o Conselho de Ética do Conar no biênio 2023/2025. Essa é a primeira ação da nova gestão de Marcia Esteves na presidência da entidade. Ao todo, a Abap tem 32 profissionais indicados, representando a entidade junto ao órgão.

Passam a integrar o conselho no próximo biênio: Álvaro de Carvalho, da Soul Propaganda; Bruno Panico, da Dentsu; Elise Passamani, da Lew’Lara\TBWA; Felipe Silva, da Gana Comunicação; Felipe Simi, da Soko; Fernanda Antonelli, da f+e/Cyranos; Heloísa Goldman, da Leo Burnett; Patrícia Moura, da Gut Agency; Ricardo Amaral Silveira “Chester”, da AlmapBBDO; e Ruy Dantas, do Sin Group.

Continuam representando a ABAP no Conar neste próximo biênio: Adriana Machado, da Tom Comunicação; Armando Strozenberg, Átila Francucci, da Ncc-1701; Augusto Cesar Fortuna; Clóvis Speroni, da Agência3 Comunicação; Eduardo Antônio Rebelo Martins, da Talent Marcel; Eduardo Lorenzi, da Publicis Brasil; Erh Ray, da Betc Havas; José Francisco Eustachio, da Oceanconsults; Juliana Janot Vilhena Nascimento, da FCB Brasil; Laura Esteves, da DM9 ; Luiz Celso De Piratininga Jr., da Adag Comunicação; Marcela Andrade, da Marta Lima Consultoria; Marlene Bregman, da Leo Burnett; Paulo Zoéga, da Zoegas Comunicação; Priscilla Ceruti, da Energy BBDO; Rino Ferrari Filho, da Rino Publicidade; Ruy Lindenberg, da Mar Comunicação; Severino Queiroz Filho, do Grupo Duca; Zander Campos Júnior, da Imagem Única Propaganda.

O Conar é uma entidade que conta com a participação de toda a sociedade civil, são mais de 160, incluindo advogados, psicólogos, jornalistas e outros entes da sociedade. Compete ao Conselho de Ética do Conar apreciar e julgar as infrações, com total e plena garantia de direito de defesa aos responsáveis pelo anúncio. Quando comprovada a procedência de uma denúncia, é responsabilidade dos integrantes recomendar alteração ou suspensão da veiculação da peça publicitária.

A vice-presidente da ABAP Adriana Machado integra o Conar desde junho de 2012 e atualmente ocupa presidência da 1ª Câmara de São Paulo do Conselho de Ética. Segundo ela, os integrantes do Conar formam um grupo notável de pessoas dedicadas, competentes e verdadeiras defensoras da liberdade de expressão comercial. “O Conar é feito por profissionais dos anunciantes, agências, veículos e da sociedade civil que zelam para que a publicidade brasileira não seja enganosa, abusiva ou cause constrangimento ao consumidor ou a empresas”, afirma.

Já Alvaro de Carvalho reforça a força e a importância da publicidade regional que acontece diariamente nos mais de cinco mil municípios do Brasil. “O Conar dá um grande passo rumo à diversidade em seu quadro ao reforçar a inclusão e a representatividade de mais essa visão publicitária, a regional, sem abrir mão da técnica, do Código Brasileiro de Defesa da Autorregulamentação Publicitária e da liberdade de expressão. É grande a responsabilidade e a honra ao assumir uma posição nessa instituição que é referência mundial em autorregulamentação preservando as liberdades individuais e estimulando a famosa criatividade brasileira”.

Ética na publicidade

Elise Passamami destaca que recebeu com entusiasmo a indicação por sempre ter visto o Conar como um importante pilar para toda a sociedade. “Sempre valorizei a atuação do Conar, que desempenha um papel fundamental na atividade publicitária, promovendo a ética, a responsabilidade e a transparência em nossa indústria, respeitando os consumidores e a sociedade como um todo.”

Para Patricia Moura fazer parte do Conar representa uma oportunidade única na sua trajetória. “Estou comprometida em contribuir com os demais conselheiros para que a publicidade brasileira, além de hiper criativa, se mantenha honesta e respeitosa com os direitos dos consumidores”, diz. Já Ruy Dantas considera a indicação uma missão muito especial e relevante para “ajudar a garantir uma propaganda honesta e responsável em um país tão grande e diverso quanto o Brasil”.

“Fazer parte de uma entidade como o CONAR, que regulamenta nossa atividade de forma democrática, é uma honra e, sobretudo uma responsabilidade em tempos de profundas transformações sociais”, ressalta Fernanda Antonelli.

Felipe Silva reforça o papel institucional do Conar para o país. “É um órgão fundamental pra todos nós porque garantir a ética é item de primeira necessidade em toda indústria. É um privilégio poder contar com uma Organização da Sociedade Civil que consegue há tantos anos garantir o melhor para nossa publicidade”.

Já Bruno Panico lembra a importância da atuação do Conar com a chegada de novos elementos no mercado, como a inteligência artificial e a polarização. “A entidade desempenha um papel essencial de assegurar que o mercado publicitário, com seu poder de influência diária e que impacta a vida de todos, opere de maneira ética, responsável e equilibrada.”

A defesa da ética e representatividade é um dos pilares destacados por Felipe Simi. “Recebo a indicação da ABAP com muita honra e ciente da grande responsabilidade de manter a reputação do Conar em fomentar uma indústria mais ética. Espero também poder amplificar no conselho os aprendizados que venho tendo nos últimos anos acerca de toxicidade, representatividade e geração de resíduos na propaganda”, diz.

Artigos relacionados

Novidades