Fleischmann completa 90 anos no Brasil

Pão está muito além de ser o resultado da mistura harmônica entre farinha de trigo, água, sal e técnicas de fermentação. É um alimento ancestral, presente e cultuado em todo o mundo, símbolo religioso e alimento-base para milhares de pessoas. Pão alimenta o corpo, dá energia e também mexe com os sentimentos. É comida afetiva e está no café da manhã de milhares de famílias brasileiras.

Durante o período de distanciamento social como forma de controlar a pandemia da Covid-19, muitas pessoas redescobriram o prazer de cozinhar e o ato de fazer pão foi destaque na preferência nacional.

De acordo com pesquisa realizada pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), durante todo o ano de 2020 a busca na Internet por alguma receita caseira de panificação cresceu 300%, assim como pelo termo ‘como fazer pão’ também aumentou, tendo registrado 72% de crescimento.

A Fleischmann – uma marca pertencente à AB Brasil, subsidiária nacional da Associated British Foods (ABF) – completa este mês de outubro 90 anos no Brasil e celebra com os brasileiros o ato de fazer pão com uma campanha especial que homenageia e incentiva aqueles que adotaram o hábito em suas rotinas a continuar colando a mão na massa.

“Quando uma pessoa se motiva a se desafiar na cozinha com Fleischmann, não é só o pão dela que cresce, mas também o orgulho de ver sua evolução, a alegria de suas criações dando certo e a certeza de que com os produtos da marca ela pode se dedicar ao preparo com confiança”, explica Alexandre Salvador, head de marketing da AB Brasil.

Veiculada entre os dias 4 de outubro e 3 de novembro, a campanha é 100% digital e com abrangência nacional. Sob a assinatura ‘Fleischmann faz o pão crescer há 90 anos, entrega ao consumidor filmes com mensagens de pertencimento e orgulho a cada receita e a satisfação trazida pela evolução no preparo, que permitem a criação de novas formas de fazer pães, nas suas mais variadas versões.

“Fazer pão em casa é sobre um tempo consigo, sobre evolução e orgulho. É claro que comer um pão caseiro é uma delícia, mas a motivação de fazer seu pão não é uma questão só de resultado final. Pensando em resultado final, no Brasil temos padarias e lojas de pão excelentes! Fazer pão é sobre prazer no processo e orgulho com a criação final. É como ter mãos mágicas que transformam quatro ingredientes – a farinha, a água, o sal e o fermento – em alimento. Todo mundo pode fazer pão”, finaliza Salvador.