Skol cria rede para fomentar projetos criativos em comunidades da zona sul de São Paulo

Ir para o rolê é legal, mas criar o rolê é muito mais. Este é o mote que está sendo usado para explicar a Roda do Corre, projeto inovador de Skol que busca conectar jovens, potencializar projetos locais e proporcionar rolês criativos na periferia.

A cerveja se uniu aos coletivos Visionárixs da Quebrada e Favela Business para encontrar outros grupos que estivessem fazendo a diferença quando o assunto é criatividade e diversidade. Junto com o Projeto PIM (Periferia Inventando Moda) de Paraisópolis, a Produtora Bem Bolado de Heliópolis e a Gleba do Pêssego do Grajáu, Skol formou o Bonde do Corre. Desde janeiro, estes jovens inovadores têm se encontrado no Capão Redondo para fomentar a produção cultural local.

“A Roda do Corre é um projeto de comunidade. Em todos sentidos. Uma relação legítima entre pessoas, seu território e uma marca querida por eles. Nossa intenção é estar junto com estes criadores e dar ferramentas para fomentar o cenário cultural nesses lugares”, comenta Maria Fernanda de Albuquerque, diretora de marketing de Skol.

Os encontros serviram para trocar experiências e, principalmente, criar coletivamente uma forma de celebrar esta criatividade. Juntos, SKOL e o Bonde do Corre, produziram a collab de moda Profissionais da Diversão, que vai homenagear quem trabalha para fazer o rolê, como seguranças, faxineiras e profissionais de bar. As peças serão vendidas pelo projeto PIM e a renda será revertida para o próprio coletivo.

O resultado deste trabalho será apresentado em um desfile no próximo sábado, no bar da Fundão, no Capão Redondo. O Projeto PIM assina as 20 peças exclusivas e também o casting, formado por moradores da comunidade e pessoas que realmente desempenham essas funções na noite. A música fica por conta da Produtora Bem Bolado e a Gleba do Pêssego é a responsável por um fashion film, que deverá ser lançado até o final do mês, contando do processo de criação ao produto final.

Para que a comunidade possa aproveitar a experiência ao máximo, além do desfile, marcado para as 18h, o evento gratuito contará com oficinas e exposições, além de atrações musicais como Negra Li, Baile do Mano DJ, Helipa LGBT e Samba da Fundão. O grafiteiro BNE, que assina diversos trabalhos ao lado dos Racionais MC, também vai participar criando um mural para a comunidade.

A Roda do Corre é um projeto piloto e Skol pretende levar o formato para outras cidades no Brasil. Em São Paulo, os jovens usaram uma conta no Instagram @RodadoCorre, para mostrar todo o processo criativo.