Gafisa fala sobre novas formas de moradia em série de documentários

1

De olho nas novas tendências de comportamento urbano, a Gafisa estreia a terceira temporada de “Cidade-se”, com cinco documentários de curta-metragem sobre novas formas de moradia. O projeto de branded content – que chega por meio da Flix Media aos cinemas das redes Cinemark e Kinoplex de São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba – é uma forma de tangibilizar os estudos que a marca tem feito para entender as futuras formas de uso da cidade e, consequentemente, as novas formas de morar.

Desenvolvida pela New Content, a edição ganha novidades em seu formato. Cada episódio é apresentado por uma dupla diferente formada por um especialista e um fotógrafo, que vão juntos a espaços representativos de novas tendências. Como desafio final, eles precisam sintetizar tudo o que viram e ouviram em uma só fotografia.

O episódio de estreia conta com Wolfgang Menke, fundador dos espaços compartilhados House of All (SP), e Lufe Gomes, fotógrafo idealizador do canal Life by Lufe e fascinado por pessoas “sem filtro” e casas criativas. A dupla investiga o movimento de cohousing e visita a Casa da Gente (SP) para mostrar na prática como funciona uma casa compartilhada.

“O objetivo da série é refletir sobre como vamos morar no futuro. E como tudo isso contribui para a construção de novas relações entre as pessoas. É mais uma maneira de traduzir nossa missão, que é a busca constante por ideias que ajudem as pessoas a viver melhor”, explica André Luiz Chagas Pereira, responsável pelo Marketing Institucional da Gafisa.

Ao longo da temporada, dirigida por Fabrizio Martinelli, outros ângulos desse novo movimento serão retratados.  Entre eles estão a nova estrutura familiar e suas prioridades; os diferenciais na gestão de edifícios residenciais para locação; a integração da moradia por meio da tecnologia; e a redescoberta do centro da cidade.

“Produzir um projeto como o Cidade-se é uma oportunidade extraordinária de trabalhar com pessoas talentosas e inovadoras, que estão repensando questões fundamentais da nossa sociedade. E a proposta da foto ao final foi criada para resumir, de maneira conceitual, o que vem por aí”, diz Beto Féres, diretor-geral de criação da New Content.

Confira o primeiro episódio: