FemiTaxi e Bem Querer Mulher se unem para combater à violência contra a mulher

Segundo informações do Datafolha e encomendada pelo Fórum Brasileiro de Segurança, o Brasil é o 5º país mais violento para mulheres no mundo. A cada hora, 503 mulheres são vítimas de violência física, de acordo com pesquisa divulgada em 2016.

De acordo com Helena Rodrigues, diretora de relacionamento do FemiTaxi – app de transporte exclusivo para motoristas e passageiras mulheres -, o sistema – seja preventivo ou de acolhimento – ainda é muito falho e ineficaz. “Prova disso é que apenas 10% do total de estupros são notificados. Ou seja, as mulheres sabem da ineficácia do sistema e acabam não formalizando a denúncia”, explica.

No ano passado, o FemiTaxi realizou uma pesquisa com mais de 200 motoristas da empresa, que revela que 47,9% destas profissionais já passaram por alguma situação de assédio.

Como forma de apoio às mulheres que já passaram por isso, o FemiTaxi realiza uma campanha em parceria com o Bem Querer Mulher – movimento sem fins lucrativos pela não violência à mulher -, em prol das mulheres vítimas de violência no país.

Durante a campanha, que teve início no Dia Internacional da Mulher (8) e vai até o final do mês, o FemiTaxi doará para a Bem Querer Mulher R$ 1 de cada corrida realizada na capital paulista. As passageiras, por sua vez, também terão a oportunidade de doar o mesmo valor ao final da viagem. De acordo com Helena, a ação irá angariar fundos para a instituição com o objetivo de conscientizar a população sobre as diferentes formas de violência contra a mulher.

“Uma em cada três mulheres já sofreram algum tipo de violência no Brasil. Queremos despertar não apenas o empoderamento feminino, mas também colaborar para o trabalho da Bem Querer Mulher e convidar as usuárias do app a contribuírem e se unirem à causa”, explica.