BIS quebra as redes sociais criando seu próprio substituto

A campanha foi ao ar na última sexta-feira com um vídeo para mídias digitais e narrado pelo Eduardo Sterblitch. Na peça, o humorista explica que o “produto” TRIS é rigorosamente igual ao original, porém muito mais irresistível, porque pedir TRIS é mais do que pedir BIS.

Nas redes sociais, grande parte dos consumidores rechaçou o rival: a torcida de BIS é grande e as pessoas não querem viver sem seu snack favorito. O conteúdo, somente durante o último final de semana, impactou em torno de 38 milhões de usuários por todo Brasil.

“Nossa marca é democrática, jovem e cheia de irreverência. Essa campanha traz o tom de voz bem humorado e típico de BIS justamente para conversar mais diretamente com nossos consumidores. Criamos um produto ‘substituto’ com os mesmos atributos do original BIS, mas ainda melhor. A ideia é que o público entre na nossa brincadeira e faça a imaginação pirar, assim como Sterblitch fez talentosamente no filme”, diz Renata Vieira, diretora de chocolates na Mondelez Brasil.

A criação é da agência DAVID São Paulo e inclui ainda uma “edição limitada” (e inventada) de BIS em sua versão rival. A embalagem do produto foi desenhada especialmente para a ação e faz parte de uma brincadeira com influenciadores. No site www.bis.com.br/tristristris, o público não encontra o produto à venda, mas pode baixar e imprimir a embalagem produzida de TRIS, tornando o novo substituto de BIS uma realidade.

“Algumas inovações são marcantes na história da humanidade: o rádio, a invenção da televisão, o Orkut. TRIS definitivamente não vai entrar nessa lista. Mesmo porque nada é melhor que BIS.”, diz Rafael Donato, VP de Criação da agência DAVID São Paulo.