3M leva a iniciativa “Ciência é Esperança” ao Metrô Sé, em São Paulo

Para mostrar que a ciência é a solução para os maiores desafios do mundo e o caminho para um futuro melhor, a 3M e a PPG lançaram a iniciativa Ciência é Esperança. No Brasil, três painéis artísticos ficarão expostos na estação Sé do Metrô de São Paulo até 15 de agosto, além de contar com produções na Colômbia, Panamá e México.

Com obras idealizadas e assinadas pelos artistas Pri Barbosa e Felipe Borges, ambos da capital paulista, e Rogério Pedro, de Campinas (SP), os três painéis de 4m X 2,2m serão fixados em uma estrutura próxima às catracas do metrô. Inspirados no mote ciência como instrumento de esperança para o futuro, as instalações expressam a relação entre ciência, diversidade de gênero e sustentabilidade, além da importância das carreiras de Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática (da sigla em inglês STEM).

“O que estamos vivendo nos últimos anos mostra o protagonismo e a relevância da ciência. Temos iniciativas na 3M para diminuir a lacuna de gênero, impulsionar as novas gerações para as carreiras de STEM e encorajar conversas sobre o impacto da ciência no mundo, como a pesquisa global da SOSI — Índice do Estado da Ciência. A exposição é uma forma de enaltecer o valor da ciência, manifestada pelo poder transformador da cultura”, considera Luiz Serafim, head de Marca e Comunicação da 3M do Brasil.

“Em uma época em que tantas coisas mudaram, na PPG continuamos focados em criar caminhos educacionais que se alinham com a nossa experiência de negócios. Essa exposição é parte dos nossos esforços para inspirar as futuras gerações a seguirem carreiras em STEM e, com isso, ajudarem a colorir o futuro da nossa sociedade”, diz Marcio Grossmann, diretor presidente da PPG América do Sul.

No Brasil, a iniciativa Ciência é Esperança tem a realização da Elo 3 e o apoio cultural do Metrô de São Paulo. Mais informações podem ser consultadas no hotsite da exposição: https://curiosidad.3m.com/blog/pt/murais-ciencia-e-esperanca/