Theatro Municipal de São Paulo abre suas portas em filme criado pela DOJO

O Theatro Municipal de São Paulo, ligado à Secretaria Municipal de Cultura, permanece fechado para evitar a propagação do novo coronavírus. E, durante esse período, o território digital é o novo palco do Municipal. Agora, o complexo cultural lança um filme emocionante para ressignificar sua imagem, que, por muitos, pode ser considerada elitista e inacessível, mas que apresenta uma diversificada programação a todos os públicos.

Criado pela DOJO e produzido pela Void Vision, o comercial abre as portas do Theatro com dois bailarinos do Balé da Cidade de São Paulo, ao som de Quarteto n° 3, de Claudio Santoro, e com o Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo.

O filme retrata um jovem que, atraído pelo local, passa a dançar pelos espaços do Theatro Municipal na companhia de uma bailarina. “O vídeo é um convite para que todos se sintam confortáveis e se conectem com a arte. A campanha, como um todo, tem o objetivo de aproximar as pessoas do espaço, desmistificando a ideia de que são necessários pré-requisitos para apreciar a programação. Queremos reforçar a arte como um objeto transformador da sociedade e disponível para todos”, explica Thiago Baron, CEO  e CCO da DOJO.

Exibido pela primeira vez na semana passada, durante a pandemia, o comercial traz os personagens do local em um plano sequência, mostrando as luzes, magia e encantamento do patrimônio paulistano.

O Theatro Municipal de São Paulo é de todos, e isso precisa ficar claro para as pessoas. Mesmo enquanto permanecemos fechados, seguindo as recomendações da prefeitura, continuamos ainda presentes por meio de conteúdos disponibilizados em nossas plataformas digitais”, explica Roberto Borges, gerente de comunicação do Theatro Municipal de São Paulo, que passou a publicar espetáculos na íntegra no YouTube e a promover bate-papos em formatos de lives no Instagram.

O filme, em plano sequência, conta com versões de 5 minutos, 60, 30 e 15 segundos,

Veja: