Jornal Propmark aborda arquivamento do processo do Cade contra Cenp

Na última quarta -feria (18), o Tribunal do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE), arquivou o processo administrativo que investigava supostas “condutas anticompetitivas” por parte do Conselho Executivo de Normas Padrão (Cenp), em uma ação que se arrastava desde 2005. A decisão vem repercutindo nos principais veículos de comunicação e o jornal impresso Propmark desta semana ressaltou o assunto, em matéria assinada por Kelly Dores.

Segundo o jornal, a decisão representa uma grande vitória para o mercado publicitário brasileiro. “A decisão do Cade ratifica a iniciativa do mercado publicitário, em investir na via da autorregulação ético-comercial, com as Normas-Padrão da Atividade Publicitária  e o Cenp, para promover um modelo de negócios reconhecido desde 1950, que transformou a publicidade  brasileira numas das mais criativas e eficazes do mundo”, afirmou Caio Barsotti, presidente do Cenp, ao Propmark.

Armando Ferrentini também se posicionou em editorial publicado no jornal: “O arquivamento do processo administrativo instaurado em 2005 põe fim a uma longa batalha que colocou em risco a implementação das Normas-Padrão da Atividade Publicitária, que autorregulam as relações ético-comerciais entre anunciantes, agências de propaganda e veículos de comunicação.”

Na semana do aniversário da capital paulista, o jornal também traz um Especial que mostra a cidade como um celeiro de inovações e de startups; a publicação destaca também uma entrevista com Luis Bueno, responsável pela unidade de queijos da marca Vigor.