Levantamento da Accenture mostra que valores e motivações de compra dos consumidores mudaram e vão além de preço e qualidade

Consumidores de todas as idades e de diferentes partes do mundo estão repensando seus valores e baseando as decisões de compra em fatores que vão além de preço e qualidade. É o que mostra um novo estudo feito pela Accenture (NYSE: ACN).

A 16ª edição do estudo anual baseado em uma pesquisa realizada com mais de 25.000 consumidores em 22 países tem como título “Life Reimagined: Mapping the motivations that matter for today’s consumers”. O objetivo é compreender de que forma as empresas podem capitalizar as expectativas crescentes dos consumidores e alcançar novos níveis de crescimento e agilidade competitiva.

Com o fim da pandemia, 50% dos entrevistados afirmam ter repensado seus comportamentos e valores de consumo. Esse grupo reavaliou o que realmente importa e está cada vez mais focado em um propósito pessoal. Essa mudança tem impacto direto sobre o que, como e quando comprar. Outros 33% ainda estão evoluindo em seus valores e objetivos de compra. Curiosamente, a experiência inédita da pandemia não teve impacto sobre a mentalidade de compra de 17% dos entrevistados.

“À medida que o mundo volta a se abrir para o comércio, o consumidor que conhecíamos não existe mais. O consumidor de hoje busca um relacionamento diferente com a marca”, afirma Baiju Shah, CSO da Accenture Interactive. As marcas precisam reavaliar e reconstruir sua relevância de acordo com esses novos valores, além de antecipar e atender as necessidades atuais dos seus clientes. Os líderes precisam tomar uma decisão difícil: aceitar as mudanças e criar experiências que realmente importam ou ignorá-las e perder a oportunidade de diferenciação e criação de um crescimento sustentável”.

O estudo analisou mais de 80 fatores únicos em 14 setores e constatou que cinco áreas distintas estão cada vez mais presentes nas decisões de compra dos consumidores. Esses cinco fatores vão além de preço e qualidade e incluem aspectos como saúde e segurança, serviços e cuidados pessoais, facilidade e conveniência, origem do produto, confiança e reputação. Outro fato ainda mais notável é que esses cinco fatores, que têm sido historicamente importantes para as gerações Z e Y, chegaram a um ponto de inflexão e atualmente são críticos em toda a extensão da demografia do consumidor.

“A fim de impulsionar novos valores e crescimento, os executivos C-suite precisam agir agora, resetar suas estratégias e estabelecer novos padrões para não só atender, mas exceder as expectativas dos consumidores. As marcas precisam buscar a diferenciação além de preço e qualidade”, explica Bill Theofilou, diretor sênior da Accenture Strategy e líder da prática de CEO & Enterprise Strategy da companhia. “Os líderes de mercado devem garantir aos consumidores que suas experiências de compra serão previsíveis e seguras, com risco mínimo de prejudicar as pessoas ou o meio ambiente. Os cinco fatores são o novo parâmetro para cativar o consumidor pós-pandemia e serão essenciais para quem deseja crescer à medida que o mundo ressurge das intensas mudanças dos últimos 18 meses”.

Para acessar o estudo completo, clique em https://www.accenture.com/ConsumerResearch