Kantar: crise das commodities já afeta o café torrado

Óleo de Soja e Leite UHT também retraem em 2022

Na comparação entre o primeiro trimestre de 2022 e o mesmo período de 2021, a alta dos preços da cesta de commodities chegou a quase 20% e já representa 14% do valor gasto no carrinho de compras do brasileiro, enquanto no ano passado era 12%. Para driblar a inflação, o consumidor tem adquirido menos unidades dessa cesta (queda de 1,4%), mas, ainda assim, há impacto no bolso. É o que indica a mais recente edição do relatório Consumer Insights da Kantar, líder global em dados, insights e consultoria.

Preparar café torrado, por exemplo, está mais caro – 59% a mais no primeiro trimestre de 2022 versus o mesmo período do ano passado – e por isso a bebida vem perdendo espaço na mesa do brasileiro, sendo substituída pela versão solúvel. A razão é simples: o preço. Enquanto o quilo do café torrado registrou um salto de, em média, R$ 17 em 2021 para R$ 28 este ano, o do café solúvel foi de R$ 16 para R$ 18. Com isso, a categoria café solúvel apresentou um aumento de 30% em unidades neste trimestre em relação ao mesmo período de 2021, com destaque para as regiões Norte e Nordeste, que registraram crescimento de 58%.

Outras categorias que retraíram entre as commodities foram óleo de soja e leite UHT. Os óleos especiais (girassol, milho e canola) vêm conquistando o espaço do óleo de soja pelo preço hoje equiparado, e por estarem ligados à saudabilidade. Apresentaram um aumento de 27,8% em unidades, enquanto o de soja retraiu 4,9%. O Leite UHT sofreu uma queda de 2,3% este ano em comparação ao mesmo período do ano passado.

O relatório trimestral Consumer Insights da Kantar contempla 11.300 lares brasileiros de todas as regiões e classes sociais do país. A amostra representa 59 milhões de lares do Brasil.