Grupo de Planejamento de São Paulo cria o Programa Melhor no Plural

O Grupo de Planejamento de São Paulo inicia o segundo semestre colocando em prática projetos estruturados em torno de dois eixos centrais: ações de inclusão e capacitação de profissionais atuantes na disciplina.

“Era inevitável estabelecer como principal plataforma da nova gestão a promoção da inclusão e diversidade no mercado, uma vez que o GP deve ir além da discussão, se tornando um veículo gerador de mudanças concretas. E a mudança começa na sua capacidade em alcançar uma base maior de profissionais da disciplina. A ampliação da oferta de bolsas, por exemplo, é uma das iniciativas já colocadas em prática”, diz Maroni.

Como reflexo dessa orientação, a entidade criou um grupo de inclusão, encabeçado por Flávia Spinelli, vice-presidente do GP e Global Client Partner do Facebook, e formado ainda por outros seis profissionais: Gisele Bambace, diretora de planejamento da J.Walter Thompson, Verônica Dudiman, planejadora da Mutato, Tiago Tuiuiú, planejador, Rafael Camilo, diretor geral de planejamento, ambos da Africa, Diego de Oliveira, estrategista criativo e Gustavo Borrmann, creative agency partner, ambos do Facebook.

Entendendo que o mercado já vem realizando avanços isolados no tema – por meio de discussões públicas e estruturação de programas internos em algumas agências – o GP buscará atuar como um ente conector e acelerador das melhores práticas em gestão da diversidade e inclusão no setor. Para tal, o time já realizou uma reunião inicial de validação de sua proposta de atuação com mais de 20 especialistas e formadores de opinião, entre eles a consultoria 65/10, os coletivos Mooc, Gleba do Pêssego, Pujança e Publicitários Negros, além de profissionais aliados a causa da diversidade, como Ian Black, Angel Pinheiro, Jefferson Delgado, Samuel da Paz e Vitor Abbud.

Agora, como segundo passo, a equipe promoverá um mapeamento da atual composição sociodemográfica das equipes de planejamento das agências de publicidade do mercado paulista, bem como as iniciativas de cada uma delas voltadas à diversidade e inclusão, através do envio de um questionário. Além de uma radiografia inédita do perfil de talentos da área, o levantamento dará subsídio a uma maratona de aceleração de inclusão, a ser realizada até o fim de setembro, com discussões sobre barreiras e iniciativas concretas de fomento à diversidade, segundo os distintos níveis de maturidade corporativa identificados.

“Nosso trabalho é criar coletivamente meios que aprimorem a inclusão na área de planejamento. Sabemos que é um trabalho contínuo, que há muitas frentes a cobrir, e que este é o início de um longo processo. Para isso, contamos com o amparo de diferentes grupos de representatividade e atuação direta de agências de publicidade em diferentes estágios de maturidade no assunto”, explica Flávia Spinelli, que reforça que o compartilhamento desse conhecimento com o mercado se dará tanto na forma de um guia quanto em treinamentos, ainda esse ano.