Brasil conquista 250 prêmios na 22ª edição do Festival El Ojo de Iberoamérica

Foto: Marcos Smania

O último dia de festival contou com a presença da dupla de criativos brasileiros da agência David Miami, Jean Zamprogno e Fernando Pellizzaro. Na companhia de Pancho Cassis, Global Chief Creative e sócio da David Espanha, o time contou sobre as estratégias que levaram o grupo a ser uma das agências mais premiadas este ano no festival de Cannes. Quem encerrou o ciclo de conferências foi a brasileira e criativa Joana Monteiro, que trouxe uma provocação sobre as possibilidades de conexão com as pessoas através das emoções.

A última noite de premiação revelou a melhor ideia latina para o mundo e o inédito prêmio + Mulheres Criativas. Além disso, foram consagrados os cases em mais oito categorias diferentes, que são elas: El Ojo Rádio; El Ojo Esportes; El Ojo Via Pública; El Ojo Eficácia; El Ojo Campanhas Integradas; El Ojo Ideia Latina; El Ojo Filme; El Tercer Ojo; El Ojo Melhor Desempenho de Iberoamérica 2019.

A publicidade brasileira teve um excelente desempenho na 22ª edição do Festival Internacional El Ojo de Iberoamérica, que levou um total de 250 prêmios. Nos três dias do evento, o Brasil conquistou quatro Gran Ojos (como são denominados os Grand Prix no festival): em Digital & Social, em Produção de Áudio & Som, em Inovação e em Sustentável. O país ganhou também 39 troféus de Ouro, 99 de Prata e 108 de Bronze.

Somente na sexta-feira, 8, último dia do festival, o Brasil conquistou 63 prêmios: 9 estatuetas de Ouro, 30 de Prata e 24 de Bronze nas competições de Filme, Campanhas Integradas, Melhor Ideia Latina Para o Mundo, Terceiro Ojo, Rádio, Eficácia, Sports e Via Pública.

O El Ojo também premia os melhores de cada ano considerando as competições em todas as categorias do festival, por país que inscreveu trabalhos no evento.

Os vencedores do Brasil no El Ojo Local desempenho são:

Agência: Africa
Melhor Criativo: Sergio Gordilho
Anunciante do Ano: AmBev
Produtora: Stink Filmes
Realizador/Diretor de cena: Vellas