ABA cria ação para divulgar seus 12 guias e seis livros em suas redes sociais

A ABA — Associação Brasileira de Anunciantes — iniciou a divulgação de seus 12 guias e seis livros publicados nos últimos anos, que totalizaram 18 entregas de relevância ao mercado e que estão sendo postados em suas redes sociais, um a um, com links para serem baixados e comprados pelo mercado.A partir de seu protagonismo colaborativo, a ABA tem o compromisso de aportar aos seus associados e ao mercado livros e guias sobre temas importantes relacionados à evolução do marketing e da publicidade, que apontam os caminhos para a aplicação de boas práticas globais e incentivam o mercado com soluções e tendências inovadoras. Assuntos como diversidade, inclusão e etarismo, que precisam pautar as criações das agências e integrar a cultura das marcas para que haja representatividade na publicidade, estão presentes nos guias e livros da Entidade. Além disso, muitos dos guias da Associação trazem técnicas, métricas e orientações para apoiar o ecossistema publicitário sobre assuntos como AdVídeo, GDPR, OOH, Procurement, políticas públicas, trade, brand safety.Dos 12 guias lançados pela ABA, nove deles foram entregues entre 2020 e 2021, reforçando o trabalho da instituição desde o início da pandemia, dentre eles o “Guia dos Padrões de Brand Safety + Estrutura de Adequação”, que contou com a parceria do Facebook, Google, Twitter e Yahoo, e com o apoio da WFA e dos convidados ABAP e IAB. “Neste biênio, com o time da ABA em home office, atuamos de forma árdua para apoiar o mercado em um momento em que tivemos grandes transformações que impactaram diretamente na comunicação das marcas com os consumidores”, comenta Sandra Martinelli, presidente executiva da ABA.A ABA trouxe também para o Brasil guias relevantes de boas práticas, originalmente elaborados pela WFA, como o “Guia para Diversidade e Inclusão – A abordagem de um profissional de marketing”; o estudo “A revolução de Procurement: Desenvolvendo a percepção e a contribuição do Marketing e Procurement global”; o “Guia dos Padrões de Brand Safety e Estrutura de Adequação”; e o “Guia Diversidade & Inclusão no Processo Criativo das Marcas”. “Como integrante do Executive Committee Comite da WFA há sete anos, posso dizer que o caminho construído ao longo dos anos com a WFA foi fortalecido durante a pandemia e é um dos pilares principais que permite à associação entregar a seus afiliados relevância e visibilidade, sob o ângulo global. Ressalto ainda que, neste ano, as agendas da WFA e da ABA seguirão alinhadas, com a ABA conquistando ainda mais espaço, reforçando a sua atuação internacional e trazendo para o âmbito local diversas iniciativas globais, como guias de boas práticas e pesquisas que apoiam e alavancam o mercado brasileiro”, destaca a executiva.A jornada literária da ABA tem como parceira a Editora Leader, por meio de sua CEO, Andréia Roma, que apoia a publicação dos livros da Entidade, estando alinhada ao propósito da ABA de mobilizar o marketing para transformar negócios e a sociedade. As seis obras publicadas até o momento abordam temas como liderança, empoderamento feminino, carreira e marketing, além de pautas que devem fazer parte do dia a dia das empresas, como reputação e diversidade & inclusão, fundamentais para construir a relevância das marcas.“Reputação — os consumidores compram reputação e não produtos”, livro coordenado por Sandra Martinelli e Andrea Roma, com prefácio de Nelcina Tropardi, contou com a participação de 28 lideranças do país.Já “Reflexões — Diversidade & Inclusão”, de autoria de Nelcina Tropardi e Sandra Martinelli, com prefácio de Juliana Azevedo (Procter & Gamble), e prólogo de Stephan Loerke (WFA), trouxe depoimentos de 14 CEOs e executivos de marcas associadas à ABA. “A mudança precisa partir de toda organização e os livros da ABA são fontes de apoio, pesquisas e inspiração para os profissionais da nossa indústria”, finaliza Sandra Martinelli.