Startup Home Agent abre novas vagas

Indo na contramão do aumento do desemprego que atinge o Brasil desde o início da pandemia do novo coronavírus, a Home Agent, primeira operação de atendimento do Brasil baseada totalmente em home office, abriu mais de 80 novos postos de serviço desde o início de abril. Todas as novas posições são em modelo home office e com contratos de trabalho CLT.

As novas contratações são resultado do aumento do quadro de clientes durante a crise do COVID-19: desde o início do período de isolamento, a empresa viu a busca pelos seus serviços aumentar em 50%. Nos últimos meses, a Home Agent percebeu a demanda do mercado e passou a não só terceirizar o atendimento como também a ajudar empresas a fazerem a transformação de sua operação própria de atendimento in loco para o formato home office com sua metodologia, processos, infraestrutura e até recrutamento de profissionais com perfil adequado para a modalidade.

Para Fabio Boucinhas, fundador e CEO da startup, os novos tempos aceleraram uma transformação digital nas empresas. “Percebemos que muitos executivos não estavam prontos para o cenário que surgiu na época da pandemia. Por isso criamos soluções para ajudar diferentes empresas a manter o atendimento ao cliente funcionando mesmo em tempos de isolamento social”, afirma. “Esse movimento permitiu que abríssemos novos postos de trabalho e mantivéssemos nossa previsão de aumento de faturamento de 120% em 2020”, completa o executivo.

A aposta de Boucinhas no home office, que era somente tendência até pouco tempo, tem se mostrado certeira. “Sei que a demanda por este tipo de serviço irá continuar crescendo mesmo após o fim da pandemia, pois o home office definitivamente já faz parte do ‘novo normal’”, afirma. A Home Agent tem tido uma procura muito grande por candidatos que querem trabalhar 100% do tempo de casa: a empresa recebe em média 3 mil novos contatos de possíveis candidatos por mês.