Hands antecipa projetos criados já em plataforma Phygital

Referência no mercado por realizar projetos sem briefing e com grande impacto em PR para marcas como Heineken, Google, Amstel, Ray-Ban, entre outras, a Hands antecipou a tendência do Phygital e vem criando iniciativas e soluções para os clientes diante da pandemia causada pelo novo coronavírus.

Marcelo Lenhard, CEO da Hands, revela como estão exercendo ainda mais a cultura da agência diante do cenário atual: “Criar sem briefing observando tendências faz parte do nosso DNA desde 2001. Enxergar oportunidades e transformá-las em experiências de marca memoráveis é a nossa vocação, foi o que nos fez chegar até aqui e é o que nos levará para frente”, comenta.

Surpreender consumidores com experiências ao vivo segue sendo o foco da Hands em todas as ações, porém, de uma maneira individual agora. “Em menos de oito semanas de quarentena criamos vários projetos para marcas de clientes e prospects, todos já para esse novo mundo, utilizando a dinâmica e o formato phygital. A pandemia acelerou uma série de mudanças que talvez ocorressem apenas em três ou quatro anos, mas que vieram para ficar. Por exemplo, antes fazíamos com que os consumidores viessem até nós, agora, nós é que temos que ir até eles”, destaca Lenhard.

Phygital é o formato que une o Physical (físico) + Digital, somando os mundos online e offline. O objetivo é oferecer ao consumidor uma jornada que propicie levar a mensagem através do digital, envolvê-lo e, claro, proporcionar experiências dentro da própria casa, do seu carro, ou em qualquer outro lugar que o encontre de forma mais individualizada.

Google, YouTube, Heineken, Amstel, Ray-Ban, Samsung e Nestlé são os principais clientes da agência, que estão recebendo trabalhos já neste novo modelo.