quinta-feira, julho 25, 2024
Programa Grandes Nomes da Propaganda no canal Markket
InícioDestaquesA Marca Pessoal por trás do crachá

A Marca Pessoal por trás do crachá

Artigo por Paulo Moreti:

 

Deixa eu te contar uma coisa!

Esse é um assunto que pega muitos executivos de surpresa. Eles se dedicam tanto a marca corporativa, ficam tão absorvidos por ela e em alguns casos encantados como “sobrenome” que a marca corporativa oferece que entram numa zona de conforto perigosa, muitos ainda subestimam a importância da marca pessoal, assumindo que o crachá de uma grande corporação é suficiente para garantir sucesso e reconhecimento.

Quero trazer hoje os benefícios de uma marca pessoal forte, os impactos negativos de negligenciá-la e como mantê-la relevante e desejada pelo mercado.

 

A importância de uma marca pessoal forte

Uma marca pessoal forte começa com a compreensão clara da sua identidade e dos seus valores, essa clareza permite que você se posicione de maneira autêntica no mercado. Falo sempre que posso que a autenticidade é essencial para a marca pessoal, pois, em um mundo onde as conexões são cada vez mais digitais, a transparência e a honestidade devem se destacar. Profissionais autênticos tendem a construir relacionamentos mais sólidos e de confiança, elementos fundamentais para o netweaving e para o sucesso a longo prazo.

Possuir uma marca pessoal bem definida, fará com que você se diferencia dos demais no mercado tão competitivo em que estamos. Em um cenário onde muitos profissionais possuem qualificações e experiências semelhantes, a marca pessoal é o que torna você único, essa diferenciação pode abrir portas para oportunidades que, de outra forma, poderiam ser inacessíveis. Por exemplo, um líder conhecido por sua capacidade de inovação pode ser procurado para projetos pioneiros, enquanto outro pode ser reconhecido por sua habilidade em gestão de crises.

Aproveitando o gancho desta minha última frase, quero falar também da importância do reconhecimento, uma marca pessoal forte também traz não só o reconhecimento, mas também a credibilidade. Reflita comigo, quando você consistentemente entrega resultados e se comunica de maneira eficaz, você constrói uma reputação sólida, isso não só aumenta sua visibilidade, mas também faz com que as pessoas confiem nas suas capacidades. A credibilidade é um ativo valioso para sua marca pessoal, especialmente em posições de liderança, onde a confiança dos stakeholders é crucial.

 

Impactos negativos de negligenciar a marca pessoal

Negligenciar a marca pessoal em detrimento a um crachá, pode levar à invisibilidade e irrelevância no mercado, pois sem uma presença forte, você pode ser facilmente esquecido, especialmente em grandes corporações onde muitos profissionais competem por reconhecimento ou mesmo quando não tiver mais o crachá com “o sobrenome da corporação”. A falta de uma marca pessoal pode resultar em menos oportunidades de crescimento e desenvolvimento profissional.

Como disse, assumir apenas a marca corporativa como sua identidade profissional pode ser perigoso. Se a corporação enfrenta uma crise ou mudanças significativas, a sua própria carreira pode ser impactada negativamente, garanto que deva conhecer diversos casos de profissionais que são lembrados por marcas corporativas que passaram por problemas e não por suas carreiras. Além disso, em caso de desligamento, profissionais que não possuem uma marca pessoal forte podem encontrar dificuldades em se reposicionar no mercado.

Essa “dependência” do crachá, somado a uma marca pessoal não estabelecida, irá levar a marca pessoal a se tornar excessivamente dependente da organização para a qual trabalha. Isso limita sua autonomia e capacidade de navegar por diferentes oportunidades no mercado. Profissionais com marcas pessoais fortes, por outro lado, têm mais flexibilidade e opções de carreira, podendo transitar entre diferentes setores e posições com maior facilidade.

 

Agora você deve estar se questionando: Como mantenho minha marca pessoal relevante e desejada pelo mercado?

Diria que poderia passar pela minha assessoria para C-level´s para ter clareza, mas isso seria um grande merchandising (risos), então aqui vão quatro pontos que você pode começara refletir e aplicar:

· Atualização contínua

Para manter sua marca pessoal relevante, é essencial investir em aprendizado contínuo, o mercado de trabalho está em constante evolução, e habilidades que eram valorizadas ontem podem não ser mais tão importantes hoje. Participar de cursos, workshops e conferências, além de ler livros e artigos relevantes, ajuda a manter-se atualizado e competitivo.

· Presença online estratégica

A presença online é uma ferramenta poderosa e imprescindível nos dias de hoje para fortalecer e manter sua marca pessoal relevante. Plataformas como LinkedIn, X (Twitter) e blogs pessoais permitem que você compartilhe conhecimentos, conquistas e opiniões,

aumentando sua visibilidade e alcance. É importante, no entanto, que essa presença seja estratégica e alinhada aos seus objetivos e valores pessoais, isso fará com que tenha maior visibilidade e aumente sua reputação de marca pessoal.

· Networking

Digo novamente que sou fã do netweaving, que nada mais é do que a evolução do networking, que é visto como o processo de se relacionar com pessoas que poderão ser úteis para seus objetivos, sendo que o netweaving é um conceito que nos leva a troca de experiências sem nenhuma expectativa inicial de “ganhos”, o que nos leva a construir e manter uma rede de contatos sólida, o que diga-se de passagem é fundamental para uma marca pessoal. Participar de eventos do setor, contribuir para comunidades profissionais e manter contato regular com colegas e mentores são práticas que ajudam você a fortalecer sua marca pessoal.

· Contribuições e engajamento

Contribuir ativamente para a sua área de atuação também é uma maneira eficaz de manter sua marca pessoal desejada. Isso pode incluir escrever artigos, participar de palestras, ser mentor de outros profissionais ou até mesmo iniciar projetos inovadores, esse engajamento ativo demonstra seu compromisso e paixão pela sua profissão, destacando você como um líder e influenciador no seu campo.

 

Resumindo, quero que sempre se lembre que a sua marca pessoal é seu maior ativo e isso é super importante no mercado de trabalho atual. Uma marca pessoal forte traz inúmeros benefícios, incluindo diferenciação, reconhecimento e credibilidade. Por outro lado, negligenciar a marca pessoal pode resultar em invisibilidade, dependência excessiva da marca corporativa e falta de autonomia.

Manter sua marca pessoal relevante exigirá de você alguns esforços/investimentos como: atualização contínua, presença online estratégica, netweaving e engajamento ativo, mas investir na sua marca pessoal é investir no seu futuro profissional, garantindo que você seja sempre lembrado e valorizado, independentemente da organização para a qual trabalha. Não é o crachá que faz a sua competência, é você com uma excelente gestão desta marca pessoal.

Bóra trabalhar essa marca!

 

Meus contatos

www.paulomoreti.com

Artigos relacionados

Novidades