Spotify e SoundGirls lançam banco de dados global para mulheres

“Para fazer a mudança, todos têm que concordar que há um problema a resolver em primeiro lugar”, diz Anna Ingler, co-fundadora da Upfront Producer Network, que representa mais de 100 produtoras mulheres na Suécia.

Estima-se que menos de 5% de todos os profissionais de áudio sejam mulheres. Muitas pessoas na indústria da música trabalham para resolver essa questão fornecendo recursos educacionais, de rede e comunitários para aumentar a diversidade desses campos. E ainda assim, a desculpa continua existindo: “Queremos contratar uma mulher, mas não conseguimos encontrar uma”

Com esse objetivo apresentamos o EQL Directory, banco de dados desenvolvido pela SoundGirls – uma organização sem fins lucrativos dedicada a expandir oportunidades para mulheres na música – e possibilitada pelo Spotify. O EQL Directory é um banco de dados global de profissionais que tem o objetivo de ampliar as carreiras e realizações de mulheres que trabalham nos bastidores de música e áudio. Qualquer pessoa em todo o mundo pode adicionar seu nome e reivindicar seu espaço. E qualquer pessoa que queira contratar uma equipe criativa mais inclusiva pode encontrar profissionais em sua área.

“Enfrentamos o mito de que não há muitas mulheres capacitadas trabalhando em áudio, e por causa disso as pessoas nem se dão ao trabalho de procurar. O EQL Directory prova que isso não é verdade”, diz Karrie Keyes, co-fundadora da SoundGirls e engenheira de som de longa data do Pearl Jam.

“Esta é uma ótima ferramenta para criar mais oportunidades para as mulheres”, diz TRAKGIRL, uma produtora de sucesso que trabalhou com muitos famosos, de Jhené Aiko a Belly a Luke James. “Temos que continuar o trabalho e criar mais inclusão e diversidade nos espaços dominados pelos homens; temos muito trabalho a fazer, mas esse é um ótimo começo”.

O EQL Directory nasceu de uma parceria entre a Spotify e a SoundGirls, fundada por Keyes e Michelle Sabolchick Pettinato.

“A SoundGirls já tinha essa ferramenta global de mulheres em áudio e produção e nos unimos para ajudá-las a torná-las mais bonitas, úteis e mais visíveis no setor”, afirma Kerry Steib, diretora de impacto social do Spotify. “Sabemos que aumentar a igualdade para as mulheres nesses campos é uma questão complexa a ser resolvida. Temos que trabalhar com grandes parceiros em todo o setor e nos unir para criar soluções”.

Para orientar nosso compromisso de aumentar a essa igualdade, Spotify e a Secret Genius reuniram uma equipe de alguns dos profissionais mais talentosos para criar um novo Conselho Consultivo de EQL. TRAKGIRL, juntamente com Lauren D’Elia, Jin Jin, Kesha Lee e Ali Tamposi ajudarão a moldar o futuro desses programas.

Essa é uma das muitas iniciativas que o Spotify desenvolveu para apoiar a igualdade de gênero na indústria de áudio. Em agosto, criamos três residências em tempo integral no Secret Genius e Spotify Studios para apoiar o desenvolvimento de carreira prática para engenheiras de estúdio. Além disso, o sucesso do Equalizer Project continuou com jantares de networking e um recente acampamento de produtores na Suécia. O The SoundUp Bootcamp, um programa de aceleração para aspirantes a podcasters em comunidades carentes, foi lançado nos EUA, no Reino Unido e na Austrália.

Os visitantes do EQL Directory podem encontrar recursos de iniciativas e organizações como Audio Engineering Society, Beatz By Girlz, Equalizer Project, Gender Amplified, Girls Make Beats, Instituto Criar, Secret Genius, shesaid.so, SoundGirls in Mexico, The 7% Series, Upfront Producer Network, e o Women’s Audio Mission.