“Ruas da Vergonha” pretende mudar nomes de ruas de militares que infringiram direitos humanos

0

No dia 31 de março, quando o Brasil completou 53 anos do Golpe Militar de 64, a Cheil Brasil, em parceria com o Núcleo Memória, que atua nas questões referentes à memória política e à defesa dos direitos humanos, realizaram a ação Ruas da Vergonha, na capital da cidade de São Paulo.

A iniciativa é uma continuação do projeto Ruas da Memória, lançado em 2015 pela Prefeitura de São Paulo. Para chamar a atenção da sociedade, placas de ruas com nomes de militares que infringiram os direitos humanos durante a ditadura militar, foram substituídas temporariamente por outras, com nomes de conhecidos ditadores mundiais.

Réplicas de placas trazendo os nomes de figuras mundiais como Adolf Hitler, Augusto Pinochet, Benito Mussolini, Jorge Rafael Videla, Pol Pot e Saddam Hussein, conhecidos pelas suas atrocidades e genocídios, foram colocadas por cima das originais. As ruas escolhidas para receber a ação prestam homenagens a Alcides Cintra Bueno Filho, Filinto Müller, Henning Albert Boilesen, Milton Tavares de Souza, Octávio Gonçalves Moreira Junior e Sérgio Fernando Paranhos Fleury.

“Fizemos a comparação para alertar as pessoas de que é um absurdo homenagear qualquer um que matou ou torturou alguém”, completou Maurice Politi, ex-preso político, fundador e diretor administrativo do Núcleo Memória.

“Evidentemente é uma continuação, mas com uma mudança qualitativa benéfica, pois mexe com os brios das pessoas”, comentou Fernando Haddad, ex prefeito da cidade de São Paulo.

Cada placa era um convite para que as pessoas pensassem sobre o assunto e entrassem no site: www.ruasdavergonha.org em busca de mais informações. Lá foi possível conhecer as histórias desses militares e sua atuação durante o Regime Militar. Também foi possível assinar um abaixo-assinado para que as ruas sejam renomeadas. Para que haja uma mudança em uma rua é necessário 51% de assinaturas dos moradores. A Cheil Brasil e o Núcleo Memória mantêm o site ativo para colher o máximo de assinaturas possíveis.

Confira o videocase:

Ficha Técnica

Agência: Cheil Brasil
Título: Ruas da Vergonha
Diretor Executivo de Criação: Sergio Ferreira Alves
Diretor de Criação: Omar Caldas
Diretor de Arte: Guto kono, Thiago de Aguiar Pessanha Gripp e Glauber Dorotheu
Redator: Omar Caldas
Ilustrador: Guto Kono
RTV/Artbuyer: Viviane de Castro e Gabriella Teodozio
Produtor Gráfico: Luciano Carvalho e Agnaldo Soares
Managing Director: Evandro Guimarães
Atendimento: Mariana Arvelos
Mídia: Roberta Queiroz , Fabiola Sidorenko e Bruno Oliveira Faria
Cliente : Núcleo Memória
Aprovação do cliente: Maurice Politi e Ivan Seixas
Produtora: Blood Cine
Produtor Executivo: Fernando Capuano
Diretor: Fernando Capuano
Produtora de Áudio: Ritmka Audio Arts.