Parceria entre Natura e Rock in Rio reúne artistas em contagem regressiva

Faltando um mês para o Rock in Rio abrir suas portas, a organização convoca um time de peso de artistas por um propósito maior: unir pessoas por meio da música e engajá-las em prol da transformação positiva do mundo.

Nomes como Titãs, Elza Soares e Iza entraram no estúdio para gravar uma música inédita que encerrará a experiência da “Nave – Nosso Futuro é Agora”, um espaço que nasce de uma co-criação entre Rock in Rio e Natura, e que conta com curadoria de Marcello Dantas. Entre os artistas, também estão nomes que fazem parte da história do Natura Musical, como Xênia França, Dona Onete e Johnny Hooker.

Na Nave, o Rock in Rio e Natura dão vida a um espaço que convida pessoas a convergirem em prol de um mundo melhor e mais bonito. A experiência cria, especialmente, uma oportunidade de o público entrar em sintonia consigo mesmo, com os outros e com o mundo ao redor a partir da arte e da tecnologia em sessões de cerca de 20 minutos. Nelas, música impactante, efeitos cenográficos, 5 mil metros quadrados de projeções, onde público e imagens interagem em uma experiência sensorial.

“A Nave vai ser a experiência de entrada do público nesta edição. Queremos junto com nossos visitantes aprender como levar as atitudes positivas que se vive na Cidade do Rock para o nosso dia-dia”, complementa Roberta Medina, vice-presidente executiva do Rock in Rio.

A vice-presidente de Marketing, Inovação e Sustentabilidade da Natura, Andrea Alvares, reforça: “estamos fazendo um chamado poderoso para o engajamento das pessoas na transformação do mundo. Precisamos torná-lo um lugar mais bonito, empático e sustentável. A Nave vem ao encontro de todo o propósito da Natura”.

Dentro deste contexto, a música será o elo entre o conteúdo proposto e os visitantes, assumindo inclusive parte do protagonismo para que esta sintonia seja alcançada. Pensando nisso, uma trilha sonora foi especialmente desenvolvida para marcar esta experiência. “Ritmo da Alma”, composta por Zé Ricardo, sugere que cada um encontre o seu ritmo por meio do autoconhecimento e, a partir disso, inicie um processo de transformação.

“A canção tem o objetivo de levar a uma viagem para dentro de cada um, para que as pessoas encontrem seu ritmo próprio e não aquele imposto pela enxurrada de informações que recebemos. Ela contextualiza o nosso propósito, que é dar às pessoas uma oportunidade para se ressincronizarem, para que elas possam estar bem, para que elas possam restabelecer contato com coisas com as quais fomos perdendo a conexão: os ciclos da natureza, a relação com as outras pessoas, a atenção ao ritmo natural do nosso corpo”, explica Marcello Dantas, curador da Nave.

A trilha, que tem um arranjo moderno e abusa dos ritmos brasileiros, traz além dos artistas citados, vozes de outros grandes nomes nacionais como Tico Santa Cruz, Gaby Amarantos, Projota, Xênia França, Rael, Maria Rita, Dona Onete, As Bahias e a Cozinha Mineira, Tony Bellotto e Zé Ricardo.