Novartis destaca a importância da autoestima em campanha

A Novartis, grupo farmacêutico, lança campanha em parceria com o maquiador Anderson Bueno, especialista em maquiagem para espetáculos como “Godspell”, “Hair Spray” e “Xanadu”. A ação traz dicas e truques de beleza para duas pacientes com acromegalia e mostra como a maquiagem pode se tornar uma aliada para a autoestima de quem sofre com a doença.

Estima-se que, anualmente, três a cada um milhão de habitantes sejam diagnosticados com acromegalia, uma condição rara causada pela superprodução do hormônio do crescimento (GH) pela glândula hipófise em indivíduos adultos – quando a superprodução do GH ocorre na infância, antes do fechamento da cartilagem de conjugação, a condição é classificada como gigantismo. Progressiva, a doença pode ocasionar mudanças na aparência física – crescimento de mãos e pés, alargamento da região frontal e da testa e espaçamento entre os dentes –, além de impactar o funcionamento de alguns órgãos, como pulmão, coração e sistema gastrointestinal.

De acordo com a Dra. Mônica Gadelha, Professora de Endocrinologia da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Membro Titular da Academia Nacional de Medicina, a acromegalia leva entre 6 e 10 anos para ser diagnosticada: “A doença tem como característica o desenvolvimento lento e cada paciente tende a apresentar uma combinação diferente de sintomas, geralmente comuns a outras enfermidades, o que torna o diagnóstico tardio. Por isso a importância de se prestar atenção aos sinais próprios da acromegalia, como aumento da dimensão das mãos e dos pés, de nariz, queixo, orelhas e mandíbula; além de dor de cabeça, formigamento nas mãos e pés, diabetes ou problemas de visão”.

A especialista reforça, também, que quanto antes o tratamento for iniciado – cirurgia para retirada do tumor, radioterapia e/ou medicação -, melhor o prognóstico. “Iniciar o tratamento adequado precocemente oferece mais chances ao paciente de amenizar os sintomas da doença. Quando já existem sequelas da produção excessiva de hormônios, é fundamental que o paciente aprenda a conviver com essas características físicas, fortalecendo sua autoestima”, completa.

Nesse sentido, as mulheres, em especial, podem encontrar na maquiagem uma aliada. Anderson Bueno, um dos principais designers de maquiagem do Brasil, conheceu duas mulheres com acromegalia e foi convidado a ensiná-las alguns truques de beleza. “A maquiagem é importante para qualquer mulher e acaba se tornando um recurso poderoso em momentos sensíveis, como quando se enfrenta uma depressão ou uma doença, por exemplo. Nesses casos, resgatar a autoestima dessa mulher é fundamental para que outros aspectos da sua vida, inclusive sua saúde, possam melhorar. Não se trata de uma simples pintura no rosto, mas sim de mostrar a elas que a beleza continua ali”, comenta Anderson.

Ele explica ainda que, no caso da acromegalia, truques simples podem ser utilizados para suavizar os efeitos da doença e reforçar qualidades naturais. “Em alguns casos, a acromegalia ocasiona a dilatação dos lábios, mas com a maquiagem adequada isso é algo que pode ser usado de forma positiva. Já no caso do queixo proeminente, é possível disfarçá-lo usando o conhecido jogo de luz e sombra. Existem muitos produtos e truques que podem transformar o visual de uma mulher e deixá-la mais confiante, feliz consigo mesma”, completa o maquiador.

Confira o vídeo que traz as histórias de Natasha e Fátima e destaca a importância da autoestima para pessoas com acromegalia a partir dos tutoriais de maquiagem de Anderson Bueno: