Johnnie Walker lança campanha de Dia das Mães

Pela primeira vez na história, Johnnie Walker, marca de whisky escocês pertencente ao portfólio da Diageo, lança campanha para celebrar o Dia das Mães e homenagear as trajetórias e jornadas da maternidade com o emblemático Blue Label, um whisky tão singular quanto cada mãe é. Apenas um a cada dez mil barris possui a indescritível qualidade e personalidade para entregar “a sua notável assinatura de sabor”.

A campanha reforça o whisky como uma bebida para todos os gêneros e lidera um movimento importante dentro deste universo. De acordo com dados da companhia, cerca de 30% de sua base de consumidores de whisky são mulheres. Liderada por um time feminino de peso, a campanha conta com nomes como Verena Smit como embaixadora do projeto e Antonia Petta na direção e criação de conteúdo digital.

Além de embaixadora, Verena foi a artista escolhida para uma collab ainda mais especial e inédita com Johnnie Walker, um processo criativo de desenvolvimento de uma edição especial do icônico rótulo Blue Label para a estratégia de gifting da marca. “Para essa criação, parti do lugar pouco óbvio da associação do whisky com as mulheres em geral e a história que envolvia ambos ao longo dos anos. Vejo que a campanha em si já é uma quebra de paradigmas e tentei ir além, dentro das palavras que escolhi, para sair do óbvio e falarmos das nossas mães e das mulheres fortes que são”, pontua.

Adriana Nogueira, Head de Marketing Reserve, portfólio de luxo da Diageo, rege o processo de liderança feminina na companhia com projeto desenvolvido especialmente para a data com o objetivo de dar consistência ao novo momento de Johnnie Walker. “Vimos a necessidade de enxergar as mães para além de seus papéis maternais. Por isso lançamos uma edição especial que traz garrafas personalizadas do rótulo Blue Label, um whisky super raro, com frases de impacto que promovem uma reflexão sobre a maternidade. Escolhemos Blue Label porque esse whisky simboliza o extraordinário e queremos honrar as histórias de mães icônicas e ressignificar a forma como essas mulheres são vistas ao construir seu futuro”, diz.

O projeto traz Carol Bassi, Djamila Ribeiro, Rachel Maia e Silvia Braz como as Iconic Mothers que serão reconhecidas e homenageadas por toda suas trajetórias e representatividades. A ideia é gerar conversas a partir de histórias de diferentes perfis, garantindo diversidade e identificação, com foco em conversas como desafios, triunfos e quebra de padrões. “Durante anos a maternidade foi caracterizada como uma relação delicada e afetiva, porém ela também é uma relação de muita potência e força. Esse é exatamente um código da categoria de whisky”, completa Adriana.