Nélida Piñon inaugura biblioteca no Morro da Mineira em parceria com a NBS rio+rio

A escritora Nélida Piñon, imortal da Academia Brasileira de Letras (ABL), esteve no último fim de semana no Morro da Mineira para a inauguração de uma biblioteca. São mil livros duplicados, que agora estão à disposição dos moradores para empréstimo. Uma parceria da associação de moradores do Morro da Mineira com a NBS rio+rio e o Instituto Oldemburg, através do projeto Vamos Todos Ler. A Sala de Leitura Nélida Piñon foi montada dentro do prédio da própria associação, em um ambiente com sofá e cadeiras para que as pessoas possam ler ali mesmo. Também foi criado um ambiente para a leitura infantil, com o objetivo de incentivar a leitura nas crianças.

Estamos muito felizes com a biblioteca, com os livros e com a presença de uma autora como a Nélida na nossa comunidade. Já tem muito tempo que lutamos para montar um sala de leitura aqui na Mineira, então é um sonho que está se realizando. Vamos incentivar a leitura para todos os moradores, mas principalmente nas crianças. Quero ver esse espaço sempre cheio de meninos e meninas com livros nas mãos – comemora Pedro Paulo, presidente da associação.

Quem também ficou muito feliz com a participação das crianças na inauguração da biblioteca foi a própria Nélida. Ela contou que chegou a se emocionar quando viu um grupo de crianças cantando o hino nacional, no início do evento: O importante é darmos um instrumental para as crianças. Isso aqui é um lugar adequado, aqui vai fazer florescer as consciências, vai fazer ver que há um mundo além do mundo delas. Sem leitura a sua cabeça é pétrea. Tem muito mas não tem nada, porque não dá para desenvolver. Tem a ação inicial, mas não vai ter o entendimento da vida. A leitura abre portas e desenvolve a sua percepção do mundo e até torna você mais sedutor.

Essa é a segunda biblioteca comunitária montada pela parceria entre a NBS rio+rio e o Instituto Oldemburg. A primeira foi instalada em 2014, na sede do rio+rio na comunidade do Santa Marta, e tem Antônio Torres como autor homenageado. “A gente escolheu a Mineira para receber a biblioteca por causa do trabalho que a associação de moradores faz, pois a gente sabe que é um trabalho voltado para a comunidade. O Pedro Paulo (presidente da Associação) disse que o sonho deles era ter uma biblioteca aqui. Sabíamos que eles dariam a importância que eles estão dando, a gente vê que a biblioteca está muito linda, que está tudo muito arrumado, que eles correram atrás. Para mim é importante ver que eles gostaram e que a comunidade vai ter acesso aos livros a partir de agora”,  explicou Camilo Coelho, da NBS rio+rio.