Estudo da agência SA365 revela que mais de 60% dos consumidores pretendem comprar no e-commerce na Black Friday

Dando continuidade ao boom do e-commerce alavancado pela pandemia, a Black Friday deste ano promete ser ainda mais digital do que as edições anteriores. Segundo
pesquisa realizada nas redes sociais pela agência SA365, 65% das pessoas consultadas
afirmaram que vão adquirir um novo produto na data, celebrada em 27 de novembro.
Além disso, 96% do total acredita que as compras serão feitas, na maior parte, por sites ou apps.

O estudo, realizado pela agência entre os dias 04 e 05 de novembro, mostrou que o aumento das vendas digitais deve impactar diferentes setores da indústria. Aproximadamente 58% das pessoas consultadas pela agência disseram que vão comprar produtos eletrônicos.

A segunda categoria mais votada foram itens relacionados a vestuário, perfumaria e acessórios, com 29% das preferências dos consumidores. Outros itens computados pela enquete são: viagem e turismo e produtos alimentícios, ambos com 6,45% da
preferência.

Questionadas sobre o conjunto de palavras do qual mais se lembravam ao pensar na Black Friday, 61,54% das pessoas mencionaram “desconto ou promoção”. Outras 23% associaram o período a “fraudes, “metade do dobro” ou “multidões”. E os termos menos aludidos foram “compras ou consumo”, lembrados por 15,3% dos participantes.

Para Gui Rios, fundador e diretor-executivo da SA365, a pesquisa reflete um
comportamento já esperado pelo mercado publicitário, com cada vez mais itens
comprados na data. “A data, que já tinha um grande consumo de eletrônicos em lojas
virtuais, teve um crescimento surpreendente em outros artigos, como vestuário,
perfumaria e acessórios. Creditamos parte deste avanço no e-commerce aos novos
hábitos adquiridos na pandemia”, afirma o publicitário.