Agência Master usa WhatsApp como “isca” para divulgar alerta sobre pornografia

Nos últimos anos é cada vez maior o número de meninas e mulheres que tiveram suas vidas devastadas pela divulgação e proliferação de fotos e vídeos íntimos. Para debater e alertar sobre esta violência, a agência Master criou a campanha “Mulheres Incompartilháveis” para a Secretaria da Mulher da Prefeitura de Curitiba.

Com o mote “Se não é pra você, é melhor nem ver”, a ação consiste em diversas fotos e quatro vídeos para WhatsApp que funcionam como iscas. “Estudamos o funcionamento dessas publicações e percebemos que a imagem borrada que aparece na tela do aplicativo, antes de as pessoas fazerem o download do vídeo, é muito provocativa e desperta a curiosidade. Resolvemos usar isso a nosso favor”, diz Marcelo Romaniewicz, VP de Planejamento da Master.

O objetivo é que a mensagem das imagens e vídeo sirva de alerta para que a população entenda que o autor das imagens e pessoas que compartilham essas peças podem ser responsabilizadas pela prática, além de incentivar a denúncia.

Para a disseminar a campanha, a Prefeitura de Curitiba está intensificando as ações nas redes sociais e fazendo um trabalho junto as instituições. As ocorrências da chamada “pornografia de vingança” quadruplicaram no Brasil nos últimos dois anos, de acordo com a ONG SaferNet. Denúncias podem ser feitas por meio dos telefones Ligue 180, da Central de Atendimento à Mulher do governo federal, que funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana, inclusive nos feriados.

FICHA TÉCNICA:
Diretor de Criação: Felippe Motta
Diretor de Arte: Rafael Guth
Redator: Lucas Borba
RTV: Vanessa Arruda e Ana Carolina Fernandes
Produtora de Vídeo: Destilaria
Diretor: Lucas Negrão e Rodrigo Cook
Produtora de áudio: Level
VP de Planejamento: Marcelo Romaniewicz
Diretor de Atendimento: Cícero Rohr
Atendimento: Isadora de Mali
Aprovador: Paulo Vitola, Marcos Giovanella e Álvaro Borba